Bibliografia

Com a presente bibliografia procuramos oferecer um instrumento de trabalho a quem procure referências sobre família e género na sociedade portuguesa de um ponto vista sociológico.

Incluímos também trabalhos que, embora elaborados no âmbito de outras áreas das ciências sociais – demografia, história e antropologia –, contribuem para o conhecimento aprofundado da realidade social das famílias portuguesas.

Esta base de dados bibliográfica está em constante actualização e para tal contamos também com o seu contributo. Poderá enviar novas referências para  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.


Aboim, Sofia. 1996. Família e Trabalho: identidades femininas em contexto rural. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Lisboa: Celta/APS.


———. 1997. Proposta de Indicadores para a Avaliação da Discriminação de Género na Família. In Indicadores para a Igualdade - Uma Proposta Inadiável, edited by AAVV. Lisboa: Comissão para a Igualdade e os Direitos das Mulheres. Cadernos Condição Feminina 47.


———. 2002. Perfis de Coabitação em Portugal: Percursos e Orientações. Actas do Colóquio Família, Género e Sexualidade. In Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2003. Evolução das Estruturas Domésticas. Sociologia, Problemas e Práticas 43:13-30.


———. 2004. Conjugalidades em Mudança - Percursos, orientações e dinâmicas da vida a dois, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 2005. As Orientações Normativas da Conjugalidade. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by K. Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. Dinâmicas de Interacção e Tipos de Conjugalidade. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. A Formação do Casal: Formas de Entrada e Percursos Conjugais. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2006. Conjugalidade, Afectos e Formas de Autonomia Individual: Perspectivas no Feminino. Análise Social XLI (180):801-825.


———. 2006. Conjugalidades em Mudança. Percursos e Dinâmicas da Vida a Dois. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2007. Clivagens e continuidades de género face aos valores da vida familiar em Portugal e noutros países europeus. In Família e Género em Portugal e na Europa. Atitudes Sociais dos Portugueses, edited by Karin Wall and Lígia Amâncio. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2007. Mulheres entre o público e o privado. Ideais de igualdade e ambivalências normativas na divisão sexual do trabalho. In O Longo Caminho das Mulheres. Feminismos 80 anos depois, edited by L. Amâncio, et al. 351-64. Lisboa: D. Quixote.


———. 2008. Masculinidades na encruzilhada: hegemonia, dominação e hibridismo em Maputo. Análise Social XLIII (2):273-295


———. 2008. Conjugal Interactions and the Life Course: Rethinking Diversity and the Differential Impact of Biographies and Social Contexts. Swiss Journal of Sociology 34 (3):5-35.


———. 2008. Género e Gerações: Continuidade e Mudança nas Narrativas Familiares - Relatório de Pesquisa. Lisboa: ICS/FCT.


———. 2008. Género e Modernidade: A Construção Pública do Privado. In Itinerários. A Investigação nos 25 anos do ICS, edited by Manuel Villaverde Cabral, K. Wall, S. Aboim and F. C. d. Silva. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais


———. 2008. Men Between Worlds: Changing Masculinities in Urban Maputo. Men and Masculinities 10 (3):1-24.


———. 2010. Conjugalidades no masculino: renegociando poderes e identidades no quotidiano. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and Vanessa Cunha (Coord.).159-223. Lisboa: CITE.


———. 2010. Family and gender values in contemporary Europe: the attitudinal gender gap from a crossnational perspective. Portuguese Journal of Social Science 9 (1):33-58.


———. 2010. Gender Cultures and the Division of Labour in Contemporary Europe: a Cross-National Perspective. The Sociological Review 58 (2):171-196.


———. 2010. Género, família e mudança em Portugal. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


———. 2010. Plural masculinities. The remaking of the self in private life. Aldershot Ashgate.

 

———. 2011. Vidas conjugais: do institucionalismo ao elogio da relação. In Ana Nunes de Almeida (Eds.), História da vida privada em Portugal: os nossos dias. Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates, 80-111.


———. 2013. Família e atitudes sociais: Portugal no contexto europeu. In Alice Ramos et al (Eds.), 20 Anos de opinião pública em Portugal e na Europa. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos, 12-17.


———. 2013. A Sexualidade dos Portugueses. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos.


———. 2013. Ser velho: percepções e dimensões do envelhecimento. In Pedro Alcântara da Silva and Filipe Carreira da Silva (Eds.), Ciências Sociais: Vocação e Profissão. Homenagem a Manuel Villaverde Cabral. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 589-613.


———. 2014. Dinâmicas regionais de mudança nas famílias (2001-2011). In Anabela Delgado and Karin Wall (Eds.), Famílias nos censos 2011: diversidade e mudança. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística / Imprensa de Ciências Sociais, 65-85.


———. 2014. Narrativas do envelhecimento: ser velho na sociedade contemporânea. Tempo Social, 26 (1): 207-232.


Aboim, Sofia, José Luís Castro, Pedro Vasconcelos, Francisco Silva, and Anália Torres. 1997. Políticas Sociais, Soluções Sócio-Educativas e de Guarda das Crianças. Lisboa: CIES/ISCTE.


Aboim, Sofia, Vanessa Cunha, and Pedro Vasconcelos. 2005. Um Primeiro Retrato das Famílias em Portugal. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Aboim, Sofia, and Sofia Marinho. 2006. Men and gender equality. The role of men and fathers in the promotion of reconciliation of work and private life. Report on Portugal. Portugal, Greece, Norway, Cyprus: CIDM/KEITH.


Aboim, Sofia, e  Vasconcelos, Pedro. 2011. Differential and Cumulative Effects of Life Course Events in an Intergenerational Perspective: Social Trajectories of Three-Generation Family Lineages. Swiss Journal of Sociology 35 (2):297-319.


———. 2013. Para além da heteronormatividade: repensando os significados da família. In AAVV (ILGA Portugal) (Eds.), Famílias no Plural: alargar o conceito, largar o preconceito. Lisboa: ILGA Portugal, 99-109.


———. 2013. From political to social generations: A critical reappraisal of Mannheim's classical approach. European Journal of Social Theory, Advanced online publication, DOI 10. 1177/1368431013509681: 1-19.


Aboim, Sofia, et al. 2009. Género e Adultícia: Continuidade e Mudança em Três Gerações. In Jovens e Rumos, Editado por J. M. Pais e V. S. Ferreira, Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Aboim, Sofia, e Karin Wall. 2002. Tipos de Família em Portugal: Interacções, Valores, Contextos. Análise Social XXXVII (163):475-506.

 

Aboim, Sofia, Pedro Vasconcelos and Dulce Neves. 2011. Género e adultícia: continuidade e mudança em três gerações.  In José Machado Pais, René Bendit and Vítor Sérgio Ferreira (eds.), Jovens e Rumos. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 59-78.


Aboim, Sofia, Pedro Vasconcelos and Karin Wall, K. 2013. Support, social networks, and the family in Portugal: two decades of research. International Review of Sociology: Revue Internationale de Sociologie 23 (1): 47-67. 


Abranches, Maria. 2007. Pertenças fechadas em espaços abertos: estratégias de (re)construção identitárias de mulheres mulçumanas em Portugal, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.

 

Abrantes, Manuel. 2012. A densidade da sombra. Trabalho doméstico, género e imigração, Sociologia, Problemas e Práticas 70: 91-110.

 

Afonso, Ana Isabel. 2000. Grupo doméstico e mudança social: abordagens quantitativas e qualitativas. Etnográfica 4-1:153-182.


Albino, T. 1986. Mães solteiras numa aldeia transmontana. Análise Social 92-93:683-695.


Alexandre, Elisabete Maria de Matos. 2004. Crianças e famílias: representações recíprocas, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.

 

Almeida, Ana, Nunes de, Helena N. Almeida, and Isabel Margarida André. 2000. Os contextos socio-familiares dos maus tratos às crianças. In III Congresso Português de Sociologia. Oeiras: Celta Editora.


Almeida, Ana, Nunes de, Cristina Ferreira, Filipa Ferrão, and Isabel Margarida André. 1995. Padrões recentes da fecundidade em Portugal. Lisboa: Cadernos da Condição Feminina, 41. Comissão para a Igualdade e os Direitos das Mulheres.


Almeida, Ana, Nunes de, Duarte Vilar, Isabel Margarida André, and Piedade Lalanda. 2004. Fecundidade e contracepção - percursos de saúde reprodutiva das mulheres portuguesas. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.

 

Almeida, Ana Nunes, Maria das Dores Guerreiro, Cristina Lobo, Anália Torres, e Karin Wall. 1998. Relações familiares: mudança e diversidade. In Portugal, que Modernidade?, editado por J. M. Viegas and A. Firmino da Costa. Lisboa: Celta.


Almeida, Ana Nunes de. 1980. Uma perspectiva sociográfica sobre a família em Portugal. Boletim da Comissão da Condição Feminina 6 (3):5-12.


———. 1984. As Mulheres e o Trabalho. Lisboa: Labor.


———. 1984. Comportamentos demográficos e estratégias familiares no Continente português. Estudos e Documentos ICS 10.


———. 1984. Do campo à cidade - o impacto do processo de migração na organização interna da família. Cadernos Condição Feminina 18.


———. 1985. Trabalho feminino e estratégias familiares. Análise Social XXI (85):7-44.


———. 1986. Entre o dizer e o fazer: a construção da identidade feminina. Análise Social XXII (92-93):493-520.


———. 1986. A fábrica e a família - tópicos para uma reflexão. Análise Social XXII (91):279-312.


———. 1986. Família, poder e produção da delinquência. Polícia e Justiça 1-2:22-27.


———. 1986. Mulheres, trabalho e família. In A Mulher na Sociedade Portuguesa: visão histórica e perspectivas actuais. Actas do Colóquio Vol. I. Coimbra: Faculdade de Letras.


———. 1986. Perspectivas dos jovens sobre a família e o casamento. Análise Social XXII (90):157-164.


———. 1987. Bibliografia sobre a Família e a Mulher no Portugal do século XX. Cadernos ICS 16.


———. 1988. A família e a cidade: a "família urbana" em questão. Povos e Culturas 3:31-42.


———. 1992. Meio social, família e classe operárias. Sociologia, Problemas e Práticas 11 (27-43).


———. 1992. Temps industriels, ménages ouvriers et classe sociale. In Colloque Familles et Contextes sociaux: les espaces et les temps de la diversité. Lisboa: CIES\ISCTE.


———. 1993. A fábrica e a família - famílias operárias no Barreiro. Barreiro: Câmara Municipal do Barreiro.


———. 1993. Mulheres e famílias operárias: a "esposa doméstica". Análise Social XXVIII (120):105-135.


———. 1994. A Família, a criança e a escola: cumplicidades em mudança. In Direitos e Responsabilidades Sociedade Educativa, edited by AAVV. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.


———. 1994. Industry, family and class: the working class community in Barreiro. Journal of Family History 19 (3):197-212.


———. 1995. A família em Portugal hoje. In Congresso Europeu sobre a Adopção. Lisboa: Direcção Geral da Acção Social/Instituto do Emprego e da Formação Profissional


———. 1995. Famílias empresariais e empresas familiares: outro olhar sobre as PME. Análise Social XXX (131-132):589-594.


———. 1995. Familles et modes de vie ouvriers. Espaces et Sociétés - modes de vie et société portugaise 79:27-41.


———. 1996. Le regard de la société sur les familles monoparentales: le cas portugais. In Colloque Européen La place des familles monoparentales dans la société actuelle. Paris: Fédération Syndicale des Familles Monoparentales.


———. 1998. Crianças, maus tratos e famílias. In Abusos sexuais em crianças e adolescentes - contributos do 1º Seminário Nacional, edited by APF. Lisboa: Associação para o Planeamento da Família.


———. 2000. A Sociologia e a Descoberta da Infância: contextos e saberes. Forum Sociológico 3/4 (2):11-32.


———. 2002. Conjugalidades, sentimento amoroso e sexualidades. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2003. Família e demografia em Portugal hoje. In IX Cursos Internacionais de Verão de Cascais. Cascais: Câmara Municipal de Cascais


 ———. 2003. Família, Conjugalidade e Procriação: valores e papéis. In Atitudes Sociais dos Portugueses V - Valores Sociais: mudanças e contrastes em Portugal e na Europa, edited by J. Vala, M. V. Cabral and Alice Ramos. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. Crianças e maus tratos na família - uma abordagem sociológica. Revista Portuguesa de História (número temático sobre formas e contextos da violência) 37:231-254.


———. 2005. O que as famílias fazem à escola: pistas para um debate. Análise Social XL (176):579-593.


———. 2006. La sociologie et la construction de l'enfance: regards du côté de la famille. In Éléments pour une sociologie de l'enfance, edited by R. Sirota. Rennes: Presses Universitaires de Rennes.


———. 2009. Para uma Sociologia da Infância - Jogos de Olhares, Pistas para a Investigação. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais. 

 

———. (Eds.). 2011. Os nossos dias. In Mattoso, José (dir). História da vida privada em Portugal. Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates.

 

———. 2011. Introdução. In Almeida, Ana Nunes (Eds.), História da vida privada em Portugal: os nossos dias. Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates, 6-14.

 

———. 2011. Os mundos da infância: olhares, espaços e personagens. In Almeida, Ana Nunes (Eds.), História da vida privada em Portugal: os nossos dias. Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates, 142-173.

 

———. 2011. A sociologia e a construção da infância: olhares do lado da família. In Leandro, Maria Engrácia (Eds.), Laços familiares e sociais, Viseu: PsicoSoma, 69-77. 


Almeida, Ana Nunes de, Helena N. Almeida, and Isabel Margarida André. 1999. Família e violência: os maus tratos às crianças em Portugal. In Territórios da língua portuguesa - culturas, sociedades, políticas. Anais do IV Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais


Almeida, Ana Nunes de, Helena N. Almeida, and Isabel M. André. 1999. Sombras e marcas: os maus tratos às crianças na família. Análise Social XXXIV (150):91-122.


Almeida, Ana Nunes de, and Isabel Margarida André. 2004. O país e a família através das crianças - ensaio exploratório. Revista de Estudos Demográficos 35:5-36.


Almeida, Ana Nunes de, Isabel Margarida André, and Helena Nunes de Almeida. 1996. Os contextos sociofamiliares dos maus tratos às crianças. In Actas do III Congresso Português de Sociologia. Práticas e processos da Mudança Social. Lisboa: Celta/APS.


Almeida, Ana Nunes de, Isabel Margarida André, and Vanessa Cunha. 2005. Filhos e Filhas: Uma Diferente Relação com a Escola. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Almeida, Ana Nunes de, Isabel Margarida André, and Piedade Lalanda. 2002. Novos padrões e outros cenários para a fecundidade em Portugal. Análise Social XXXVII (163):371-409.


Almeida, Ana Nunes de, Ana Delicado, and Nuno de Almeida Alves. 2010. Children and the Internet in Portugal: a Diversified Portrait. In Society, Culture and Technology at the Dawn of the 21st Century, edited by Janusz Mucha and Katarzyna Leszczynska. Newcastle: Cambridge Scholars.


Almeida, Ana Nunes de, João Ferrão, and José Manuel Sobral. 1997. Destinos Cruzados: Estruturas e Processos da Homogamia. Análise Social XXXII (143-144):875-898.


Almeida, Ana Nunes de, Cristina Ferreira, Filipa Ferrão, and Isabel Margarida André. 1996. La chute récente de la fécondité au Portugal: à la recherche des nouveaux modèles familiaux. In Séminaire International d'Aranjuez - Ménages, familles et solidarités dans les populations méditerranéennes. Paris: Association Internationale des Demographes de Langue Française.


Almeida, Ana Nunes de, and Maria das Dores Guerreiro. 1993. A Família. In Valores europeus, Identidade cultural edited by Luís de França. Lisboa: Instituto de Estudos para o Desenvolvimento.


Almeida, Ana Nunes de, and Luísa Reis. 1987. Papéis e tarefas familiares: comentários a um inquérito. Alter Ego 3:47-54.


Almeida, Ana Nunes de, and Duarte Vilar. 2009. Literacia e Práticas Contraceptivas Masculinas. Sexualidade e Planeamento Familiar 50/51:34-42.


Almeida, Ana Nunes de, and Karin Wall. 1995. A família. In Portugal Hoje, edited by S. Ferreira. Lisboa: INA.


Almeida, Ângela Mendes. 1988. Casamento, Sexualidade e Pecado: os manuais portugueses de casamentos dos séculos XVI e XVII. Ler História 12:3-21.


Almeida, João Ferreira de. 1988. Classes Sociais nos Campos. Lisboa: Edições do ICS.


———. 1990. Família. In Valores e Representações Sociais. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.


Almeida, João Ferreira de, António Firmino Costa, and Fernando Luís Machado. 1990. Famílias, estudantes e universidade: painéis de observação sociográfica. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Almeida, Miguel Vale de. 1995. Senhores de Si. Uma Interpretação Antropológica da Masculinidade. Lisboa: Fim de Século.


———. 2009. A Chave do Armário - Homossexualidade, casamento, família. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Alves, Ana Isabel, and Pedro Hespanha. 1995. A habitação em meio rural: um domínio da Sociedade-Providência. Revista Crítica de Ciências Sociais 42:125-151.


Alves, Nuno de Almeida, et al. 2011. Jovens em Transições Precárias. Trabalho, Quotidiano e Futuro. Lisboa: Mundos Sociais.


Alves, Sandra Nunes. 2004. Filhos da madrugada: percursos adolescentes em lares de infância e juventude, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Alvim, Maria Helena Vilas-Boas, and Anne (Eds.) Cova. 2001. Mulheres, História e Sociedades. Linhas de Investigação nos Finais do Século XX. Lisboa: Universidade Aberta.


———. 2002. Em Torno da História das Mulheres. Lisboa: Universidade Aberta.


———. 2004. Fazer a História das Mulheres: da Casa à Escola; da Escola à Universidade. Lisboa: Universidade Aberta.


Amâncio, Lígia. 1994. Masculino e Feminino. A Construção Social da Diferença. Porto: Afrontamento.


———. 2004. A(s) masculinidade(s) em questão. In Aprender a Ser Homem. Construindo masculinidades, edited by L. Amâncio (org.). Lisboa: Livros Horizonte.


Amâncio, Lígia, Manuela Tavares, Teresa Joaquim, and Teresa Sousa de Almeida. 2007. O Longo Caminho das Mulheres – feminismos 80 anos depois. Lisboa: Publicações Dom Quixote.


Amaro, Fausto. 1973. Alguns Aspectos da Composição da Família no Bairro Dr. Mário Madeira (Periferia de Lisboa) Separata da Revista Estudos Políticos e Sociais Vol. VIII (3-4):970.


———. 1986. Crianças maltratadas, negligenciadas ou praticando a mendicidade. Lisboa: Ministério da Justiça. Cadernos do C.E.J. n.º 2.


———. 1988. Crianças Maltratadas, Negligenciadas ou Praticando a Mendicidade - A situação em Lisboa e no Porto. In Crianças Maltratadas, Negligenciadas ou praticando a Mendicidade - II, edited by Fausto Amaro, E. Gersão and A. Leandro. Lisboa: Ministério da Justiça. Cadernos do C.E.J.


———. 1989. Aspectos socioculturais dos maus-tratos e negligência de crianças em Portugal. Revista Portuguesa de Pediatria 20 (5):323-326.


———. 1989. Crianças maltratadas em Portugal - Aspectos sociológicos. In Desadaptações Sociais e Criminalidade - O papel da comunidade na prevenção. Lisboa: C.E.J.


———. 1989. Ocupação dos tempos livres da mulher casada na cidade de Lisboa. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família, Ministério do Emprego e da Segurança Social.


———. 1992. Aspectos sociológicos da adopção. Lisboa: Ministério da Justiça.


———. 1993. Aspectos Sociológicos da Adopção em Portugal: um estudo exploratório. Lisboa: Ministério da Justiça.


———. 1994. A Família Adoptiva. In Família - Quando e como a Adopção? Comunicações e outra Documentação. Viseu: Congresso Europeu de Adopção.


———. 1994. Portugal: improvement of the quality of family life. In Changing Family Policies in the Member States of the European Union, edited by W. Dumon. Bonn: Commission of the European Communities.


———. 1999. A Adopção na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Cidade Solidária 2, ano II (1.º semestre):17-21.


———. 2005. The Family in Portugal: Past and Present. In Handbook of World Families, edited by J. Trost and B. Adams. Londres: Sage Publications.


———. 2006. Introdução à Sociologia da Família. Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa.


Amaro, Fausto, Carla Frazão, Elizabete Pereira, and Louise da Cunha Teles. 2001. A Mulher Toxicodependente e o planeamento familiar, a gravidez e a maternidade. Lisboa: Fundação N.Senhora Bom Sucesso.


Amaro, Fausto , Leonor Correia da Silva, Mafalda Lourenço, and Ana Marques da Silva. 2001. Filhos e Netos da Pobreza. Lisboa: Fundação Nossa Senhora do Bom Sucesso.


Amorim, M. Norberta. 1984. Exploração de Róis de Confessados duma Paróquia de Guimarães. Guimarães: Edição do autor.


Amorim, Maria Norbeta. 1987. Guimarães de 1580 a 1819. Estudo demográfico. Lisboa: INIC.


Amorim, M. Norberta. 1990. Comportamentos demográficos do Norte de Portugal durante o Antigo Regime. Boletin de la Asociación de Demografia Histórica 2:20-30.


———. 1990. A família e a sua relação com o meio. Uma experiência com genealogias numa paróquia reconstituída (1675-1980). Cadernos do Noroeste 1/2:11-33.


———. 1993. Nupcialidade e fecundidade diferenciais. Evolução dos últimos comportamentos nos trés séculos. O caso do Sul do Pico (Açores). Boletin de la Asociación de Demografia Histórica 2:55-74.


———. 1995. História da família em Portugal: uma história em marcha. Ler História 29:5-17.


———. 1995. Instabilidade da família urbana de Antigo Regime: um ensaio sobre Guimarães. Ler História 29:27-43.


———. 2009. O Pico: as famílias das Lajes (2ª parte) nos finais do século XIX. Lajes do Pico: Câmara Municipal. CITCEM.


Amorim, M. Norberta, and Gene Neves. 2009. O Pico: as famílias da Prainha nos finais do século XIX. São Roque do Pico: Câmara Municipal. CITCEM.


Amorim, M. Norberta, and Carlota Santos. 2009. Marriage strategies in azorean communities of Pico Island (19th Century): differentiated female behaviour in choosing a lifelong partner. Bern: Peter Lang.


Amorim, Norberta. 1999. O Minho: comportamentos demográficos através da informação paroquial. Ler História 36:9-43.


André, Isabel M. 1993. O Falso Neutro em Geografia Humana. Género e Relação Patriarcal no Emprego e no Trabalho Doméstico, Tese de Doutoramento. Fac. Letras de Lisboa, Lisboa.


António, Stella. 2010. Avós e netos: relações intergeracionais: a matriliniaridade dos afectos, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa. 

 

Araújo, Pedro. 2011. Desemprego feminino envelhecido: uma história de resistência à invisibilidade, Sociologia XXII: 95-110.

  

Atalaia, Susana. 2011. A parentalidade em contexto de recomposição familiar: O caso do padrasto. Tese de Doutoramento, Universidade de Lisboa, Lisboa.


Atalaia, Susana. 2010. O lugar do padrasto no quotidiano familiar. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha, 397-455. Lisboa: CITE.


 




Bacci, Massimo Livi. 1971. A century of Portuguese Fertility. Priceton: Pricenton University Press.


Bandeira, Mário L. 1994. Envelhecimento demográfico e planeamento familiar: que relação? Sexualidade e Planeamento Familiar 3:26-35.


Bandeira, Mário Leston. 1994. Família, transição demográfica e modernidade: o caso português Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Bandeira, Mário L. 1996. Crise da família e novos protagonismos sociais. Lisboa: Cadernos de Formação. Núcleo de Educação Recorrente e Extra-escolar.


———. 1996. Demografia e Modernidade. Família e Transição Demográfica em Portugal. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.


Baptista, Luís. 1986. Valores e imagens da família em Portugal nos anos 30: o quadro normativo. In A mulher na Sociedade Portuguesa: visão histórica e perspectivas actuais. Actas do Colóquio. Coimbra: Faculdade de Letras.


Baptista, Luís Vicente 1990. Os discursos moralizadores sobre a família In Portugal Contemporâneo. Volume 4: 1926-1958, edited by A. Reis. Lisboa: Edições Alfa.


Baptista, Patrícia Gonçalves. 2011. Imigração e trabalho doméstico: o caso português. Lisboa: Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural.


Barata, Óscar Soares. 1985. Natalidade e Política Social em Portugal. Lisboa: ISCSP.


———. 1987. La modernité et la famille: rôles nouveaux de la femme. In La Sociologie et les Noveaux Défis de la Modernisation edited by A. C. Gonçalves, A. T. Fernandes and C. L. d'Epinay. Porto: AISLF/Secção de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


Barbosa, Fátima, and Alice Matos. 2008. Cuidadores familiares idosos: Uma nova realidade, um novo desafio para as políticas sociais. Configurações - Revista de Sociologia 4:127-142.


Barros, Fernanda, and Helena Barão. 1987. A Comunicação na Família e Projectos de Vida: procura de identidade social e pessoal dos jovens, Cadernos de Juventude XIII. Lisboa: Instituto de Estudos para o Desenvolvimento.

 

Barroso, Margarida, Magda Nico, e Elisabete Rodrigues. 2011. Género e sociologia: uma análise das desigualdades e dos estudos de género em Portugal. Sociologia online. Revista da Associação Portuguesa de Sociologia 4 (Setembro).


Barroso, Zélia. 2004. Ser Criança Não Deveria Doer... Contribuição para uma Tipologia de Maus Tratos às Crianças. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga: Associação Portuguesa de Sociologia.


Barroso, Zélia. 2005. La Violencia Contra las Mujeres en Portugal: Un Análisis Sociológico. Revista Eliminar Obstáculos para Alcanzar la Igualdad 1:109-121.


Barroso, Zélia. 2007. Violência nas Relações Amorosas. Lisboa: Colibri.


Bastos, Cristiana. 1988. The northeastern Algarve and the southern Iberia family pattern. Journal of Family History 1:111-122.


Bock, Gisela, and Anne Cova. 2003. Writing Women's History in Southern Europe 19th-20th Centuries. In Ecrire l'histoire des femmes en Europe du Sud, XIXe-XXe siècles. Oeiras: Celta.


Brandão, Ana Maria. 2008. Dissidência sexual, género e identidade. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Brandão, Maria de Fátima. 1993. O bom imigrante à casa torna? In Emigração/imigração em Portugal. Actas do Colóquio Internacional sobre Emigração e Imigração em Portugal (séculos XIX e XX), edited by Nizza da Silva, I. Baganha, M. J. Maranhão and M. H. Pereira. Lisboa: Fragmentos.


———. 1994. Terra, Herança e Família no Noroeste de Portugal. O caso de Mosteiro no século XIX. Porto: Afrontamento.


Brandão, Maria de Fátima, and Robert Rowland. 1980. História da propriedade e comunidade rural: questões de método. Análise Social (61-62):173-207.


———. 1980. Práticas de herança no concelho de Vieira do Minho. In Les Campagnes Portugais de 1970 a 1930: image et realité. Paris: Fondation Calouste Gulbenkian. Centre Culturel Portugais.


Brannen, Julia, and Janet Smithson. 1998. Conciliação entre o trabalho e os filhos. Perspectivas de futuro para jovens de cinco países. Sociologia, Problemas e Práticas 27:11-25.


Brettel, Caroline. 1978. Já chorei muitas lágrimas (histórias de vida). Lisboa: Universidade Nova de Lisboa.


———. 1991. Homens que Partem, Mulheres que Esperam - Consequências da Emigração numa Freguesia Minhota. Lisboa: D. Quixote.


———. 1991. Kinship and contract: property transmission and family relations in Northwestern Portugal. Comparative Studies in Society and History 3:443-465.


Brettell, Caroline. 1982. We Have Cried Many Tears. The Stories of Three Portuguese Migrant Women. Cambridge: Schenkman Publishing Co.


———. 1986. Men Who Migrate, Women Who Wait. Population and History in a Portuguese Parish. Princeton: Princeton University Press.


———. 1988. Emigration and household structure in a Nortwestern Portuguese parish 1850-1920. Journal of Family History 13:33-58.


Brettell, Caroline, and Victor M. P. Rosa. 1984. Immigration and the Portuguese family: a comparison between two receiving societies. In Portugal in Development. Emigration, Industrialization and the European Community, edited by T. Bruneau, outros, outros and outros. Ottawa: University of Ottawa Press.



 

Cabral, João de Pina. 1984. As mulheres, a maternidade e a posse da terra no Alto Minho. Análise Social XX (1º):97-112.


———. 1984. Comentários críticos sobre a casa e a família no Alto Minho. Análise Social XX (81-82):263-284.


———. 1986. Sons of Adam, Daughters of Eve: The peasant worldview of the Alto Minho (NW Portugal). Oxford: Clarendon Press.


———. 1987. A casa do Noroeste: um encontro pluridisciplinar. Análise Social XXIII (1º):151-163.


———. 1989. L'heritáge de Maine: l'erosion des catégories descriptives dans l'étude des phénomènes familiaux en Europe. Anthropologie Sociale et Ethnologie de la France 44:153-162.


———. 1993. A lei e a paternidade: as leis de filiação portuguesas vistas à luz da antropologia social. Análise Social XXVIII (4º-5º):975-997.


———. 2003. O homem na família - cinco ensaios de antropologia. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Cabral, João de Pina, and Antónia Pedroso de Lima. 2005. Como fazer uma história de família: um exercício de contextualização social. Etnográfica IX (2):355-388.


Cabral, João de Pina, and Susana de Matos (Eds.) Viegas. 2007. Nomes: Género, Etnicidade e Família. Coimbra/São Paulo: Almedina.


Cabral, Manuel Villaverde, and José Machado (Eds.) Pais. 1998. Jovens Portugueses de Hoje. Oeiras: Celta Editora.


Cabral, Manuel Villaverde and Pedro Moura Ferreira. 2014. O Envelhecimento Activo em Portugal. Trabalho, Reforma, Lazer e Redes Sociais, Lisboa, FFMS.


Cabral, Natacha Alves. 2009. A conciliação entre o trabalho e a família: princípios para análise Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Cachadinha, Manuela Benvinda Vieira Gomes. 1996. Mudanças Familiares e Educativas no Meio Rural. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia Lisboa: Celta.


Caeiro, Joaquim Croca. 2008. Políticas Públicas, Política Social e Estado Providência Lisboa: Universidade Lusíada Editora.


———. 2010. Política Social e Estado Providência. Lisboa: Universidade Lusíada Editora.


Calheiros, Manuela, and Maria Benedicta Monteiro. 2000. Mau trato e negligência parental: contributos para a definição social dos conceitos. Sociologia,

http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&;pid=S0873-65292000000300007&lng=pt&nrm=iso.


Callier-Boisvert, C. 1986. Remarques sur la parenté et sur la famille du Portugal. L'Homme VIII:87-103.


Canço, Dina, and Fernanda Santos. 2009. A Igualdade de Género em Portugal 2009. Lisboa: Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.


Capucha, Luís. 2014. Envelhecimento e políticas sociais em tempos de crise, Sociologia, 74: 113-131.


Cardoso, Sónia, Maria Helena Santos, Maria Isabel Baptista and Susana Clemente. 2012.Estado e políticas sociais sobre a velhice em Portugal (1990-2008), Análise Social, XLVII (204): 606-630.


Carmo, Hernano. 1989. A família portuguesa e a mudança: algumas reflexões. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família, Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Carmo, Isabel. 2009. O impacto da prisão na conjugalidade, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Carmo, Renato Miguel. 2007. Género e Espaço Rural. O caso de uma aldeia alentejana. Sociologia, Problemas e Práticas 54:75-100.


Carrilho, Maria José, Cristina Gonçalves, Graça Magalhães, Maria dos Anjos Campos, Renata Carvalho, Sofia Leite, and Rui Branco. 2002. Mulheres e Homens em Portugal nos anos 90. Lisboa: INE.


Carrilho, Maria José, and Lurdes Patrício. 2009. A Situação Demográfica Recente em Portugal. Revista de Estudos Demográficos 46:59.


Carvalho, Maria João Leote, and Nelson Lourenço. 2001. Violência doméstica: conceito e âmbito. Tipos e espaços de violência. Themis II (3):95-121.


Casaca, Sara Falcão. 2013, As novas dinâmicas laborais e os desafios da articulação com a vida familiar, Sociologia, Problemas e Práticas 72: 31-52.


Cascão, Rui. 1985. Demografia e sociedade. A Figueira da Foz na primeira metade do século XIX. Revista de História Económica e Social 15:83-122.


———. 1986. Família e divórcio na Primeira República. In A Mulher na Sociedade Portuguesa. Visão Histórica e Perspectivas Actuais. Actas do Colóquio. Coimbra: Faculdade de Letras.


Casimiro, Cláudia 1998. Representações sociais da violência conjugal, Tese de Mestrado.ICS, Lisboa.


Casimiro, Cláudia. 2002 Representações sociais de violência conjugal. Análise Social XXXVII (163):603-630.


———. 2008. Da Violência Conjugal às Violências na Conjugalidade. Representações e práticas masculinas e femininas, Tese de Doutoramento. ICS, Lisboa.


———. 2008. Violências na conjugalidade: a questão da simetria do género. Análise Social XLIII (3):579-601.


Castro, José Luís. 1996. Entre a Tutela e a Sobrevivência: Contextos de Socialização e Trajectórias dos Meninos de Rua, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Castro, Paula, and Maria Benedicta Monteiro. 1996. Imagens da infância: crenças e valores das mães com filhos na escola primária. Sociologia, Problemas e Práticas 21:93-119.


Castro, Zília Osório de. 2003. Falar de Mulheres. Da Igualdade à Paridade. Lisboa: Livros Horizonte.


Catroga, Fernando. 1986. A laicização do casamento e o feminismo republicano. In A Mulher na Sociedade Portuguesa. Visão Histórica e Perspectivas Actuais. Actas do Colóquio. Coimbra: Faculdade de Letras.


Cid, Nuno de Salter. 1994. União de facto e direito: indecisão ou desorientação do legislador? Economia e Sociologia 57:19-84.


———. 2005. A Comunhão de Vida à Margem do Casamento: entre o facto e o direito. Lisboa: Almedina. Colecção: Teses de Doutoramento.


Coelho, Lina. 2010. Mulheres, Família e Desigualdade em Portugal, Tese de Doutoramento, Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Lisboa.


Cole, Sally. 1994. Mulheres da Praia: o trabalho e a vida numa comunidade costeira portuguesa. Lisboa: Publicações D. Quixote.


Conceição, Susana Cristina. 2000. A Infertilidade no Feminino. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia.Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Coimbra: Universidade de Coimbra/APS.


Correia, Sónia Vladimira. 2005. Estratégias de conciliação família e vida profissional em famílias monoparentais, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


———. 2010. A articulação família-trabalho em famílias monoparentais masculinas. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Costa, Dália Maria de Sousa Gonçalves da. 2005. Percepção social de mulher vítima de violência conjugal : estudo exploratório realizado no concelho de Lisboa Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Costa, Rosalina Maria Pisco. 2003. Filhos do adeus: (des)sincronização familiar e fecundidade depois dos 40 anos no Portugal contemporâneo, Tese de Mestrado. Universidade de Évora, Évora.


Costa, Susana. 2009. A cegueira do Estado face às novas famílias: as homogeneidades biológicas e as diversidades familiares. E-cadernos 2.


———. 2009. (S)em nome do pai. Revista Crítica de Ciências Sociais 87:171-194.


———. 2010. Filhos da (sua) mãe. Actores institucionais, perícias e paternidades no sistema judicial português, Tese de Doutoramento. Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Coimbra.


Cova, Anne. 1999. Género e História das Mulheres. In Igualdade de Oportunidades: Género e Educação, edited by F. Neto, , and Lisboa: Universidade Aberta.


———. 2004. La Maternité, un Enjeu dans le Premier XX Siècle. In Le Siècle des Féminismes, edited by E. Gubin, , and Paris: Les Editions de l'Atelier.


———. 2005. Féminisme, Maternité et Revendications Sociales. In Famille. Attachantes?, edited by H. Peemans-Poullet. Bruxelles: Université des Femmes.


———. 2006. L'Histoire des Femmes au Portugal: le XXe Siècle. In Relações Sociais e Gênero: Olhares Cruzados America Latina e Europa, edited by Neuza de Farias Araújo. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte.


Cova, Anne, Silva, and (Eds.) Maria B. Nizza da. 1998. Estudos sobre as Mulheres. Lisboa: Universidade Aberta.


Cova, Anne, Ramos, and Joaquim Natália, Teresa (Eds.). 2004. Desafios da Comparação. Família, Mulheres e Género em Portugal e no Brasil. Oeiras: Celta.


Cova, Anne, and António Costa Pinto. 1997. O Salazarismo e as Mulheres - Uma Abordagem Comparativa. Penélope 17:71-94.


Cova, Anne, and António Costa Pinto. 2002. Women Under the Salazar's Dictatorship. Portuguese Journal of Social Science 2:129-146.


Cova, Anne (Eds.). 2008. História Comparada das Mulheres: Novas Abordagens. Lisboa: Livros Horizonte.


Covas, Maria das Mercês. 1989. Evolução de algumas situações familiares em Portugal: a sua relação com o desempenho do papel económico e do papel doméstico da família. Economia e Sociologia 47:99-131.


Covas, M. Das Mercês. 1990. A agricultura familiar em Portugal. Economia e Sociologia 49:153-168.


———. 1994. Família, papéis familiares e micro-meio-ambiente social: sua relação com a função sistémica da família (Breves conclusões de um estudo empírico sobre famílias migrantes Alentejanas residentes em Setúbal). Economia e Sociologia 57:161-192.


Covas, Maria das Mercês. 1998. Políticas de planeamento familiar e população envelhecida: identificação de algumas áreas prioritárias. Revista da APF: Nonas Jornadas Nacionais da Associação para o Planeamento da Família 1999:s/p.


———. 2002. Portugal, país de imigração e o desafio das “novas famílias”. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Covas, M. Das Mercês. 2006. Percursos da sociologia da família: das origens à consolidação científica. Faro: Universidade do Algarve.


Cunha, Manuela. 1986. L'abandon d'enfants au Portugal: une vision diachronique de l'évolution des institutions et de la législation suivie d'un étude de cas de la ville de Guimarães. Paris: Universidade de Paris IV (mémoire de D.E.A).


Cunha, Vanessa. 2000. O Lugar da Criança nas Famílias Portuguesas: uma Análise Sociológica da Fecundidade, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


———. 2002. O filho único na sociedade portuguesa contemporânea: descendência ideal ou descendência possível? In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2005. As Funções dos Filhos na Família. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. A Fecundidade das Famílias. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2006. Famílias, fecundidades e funções dos filhos: o impacto do tempo e dos contextos sociais Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 2007. O Lugar dos Filhos. Ideais, Práticas e Significados. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2009. Filhos a mais: as descendências numerosas e a questão do (não) planeamento dos nascimentos. Sexualidade & Planeamento Familiar 52/53 (23-27).


———. 2010. Projectos de paternidade e a construção da fecundidade conjugal. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


———. 2014. Quatro décadas de declínio de fecundidade em Portugal. In Instituto Nacional de Estatística, Fundação Francisco Manuel dos Santos (Eds.), Inquérito à Fecundidade 2013. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística / Fundação Francisco Manuel dos Santos, 19-28.


Cutileiro, José. 1979. Ricos e Pobres no Alentejo. Lisboa: Sá da Costa.



 

Delaunay, Catarina. 2000. O enredo conjugal - a decisão sobre o consumo como forma de poder num grupo de famílias das classes médias urbanas. O caso da casa e do carro. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia - Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


———. 2000. Quotidianos conjugais: a decisão financeira como forma de poder. Poder familiar clarificação do conceito. Forum Sociológico 3-4 (II Série):157-178.


———. 2002. Espaço doméstico e poder – a decisão conjugal sobre o consumo. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2008. Os usos sociais do tempo entre o trabalho e a família: apropriaçõs e controvérsias entre os médicos na urgência hospitalar, Tese de Doutoramento. Universidade Nova de Lisboa. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisboa.


Delgado, Ana Cristina Coll. 2004. Trajectórias e sentidos do trabalho de tomar conta de crianças para um grupo de mães de uma creche domiciliar. Sociedade e Cultura, Cadernos do Noroeste 6 (Série Sociologia):181-199.


Delgado, Anabela and Karin Wall. 2014. Famílias nos Censos 2011: Diversidade e Mudança. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Delgado, Paulo. 2010. A reforma do acolhimento familiar de crianças: conteúdo, alcance e fins do novo regime jurídico. Análise Social XLV (196):555-580.


Descamps, Paul. 1935. Le Portugal: la vie socialle actuelle. Paris: Firmin-Didot.


Dias, Isabel Sá. 2000. A violência doméstica em Portugal: Contributos para a sua visibilidade. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


 Dias, Isabel and Maria das Dores Guerreiro. 2010. Violência na Família. (In)visibilidades de um Velho Problema Social. In António Dornelas, Luísa Oliveira and Luísa Veloso (eds.), Portugal Invisível. Lisboa: Mundos Sociais, 155-172.

 Dias, Jorge. 1953. Rio d'Onor, Comunitarismo Agro-Pastoril. Porto: Instituto de Alta Cultura.


———. 1963. Algumas considerações acerca da estrutura social do povo português. In Actas do I Congresso de Etnologia e Folclore, Vol. I. s/l: Biblioteca Social e Corporativa.


Dias, Maria Isabel Correia. 1994. A família e discurso político: algumas pistas de análise. Sociologia 4:97-172.


———. 1996. Algumas considerações teórico-metodológicas sobre o fenómeno da violência na família. In Actas do III Congresso Português de Sociologia - Práticas e processos da Mudança Social. Lisboa: Celta Editora (em CD-ROM).


———. 1997. Estratégias de pesquisa qualitativa no estudo da violência na família. In Metodologias Qualitativas para as Ciências Sociais, edited by António Esteves and José Azevedo. Porto: Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


———. 1998. Exclusão Social e Violência Doméstica: que relação? Sociologia 8:189-205.


———. 2002. O espaço doméstico como lugar de violência entre géneros. Sociologia 12:103-106.


———. 2002. Violência doméstica. In A inserção social: Marginalidades difusas, edited by A. T. Fernandes. Porto: Comissão de Coordenação da Região Norte e Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente.


———. 2003. Amor e violência entre os sexos. Sociologia 13:103-106.


———. 2003. Representações e Práticas de Violência Doméstica em famílias de Diferentes Meios Socioprofissionais, Tese de Doutoramento. Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto.


———. 2004. Violência na Família. Uma abordagem Sociológica. Porto: Edições Afrontamento.


———. 2004. A Violência sobre as mulheres e os idosos. Psychologica 36:33-61.


———. 2005. Envelhecimento e violência contra os idosos. Sociologia 15:249-273.


Dias, Maria Isabel Correia, and João Teixeira Lopes. 1996. Representações Estudantis da Família e dos Amigos: Contributos para uma Sociologia dos Afectos. Sociologia 6:55-88.


Dienel, Cristiane. 1993. Portugal. In ZwolfWege der Familienpolitik in der Europaischen Gemeinschaft - Landerberichte. Bona: BMFUS.


Domingues, A. A. Gomes. 1990. Família e reprodução social - reflexões teóricas em torno da construção do objecto científico. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Donati, Pierpaolo. 2007. Old and New Family Policies. The perspective of relational sociology. Sociologia, Problemas e Práticas 54:127-159.


Douglass, William A. 1988. Iberia Family history. Journal of Family History 1:1-12.


Duarte, Madalena, and Ana Oliveira. 2012. Mulheres nas margens: a violência doméstica e as mulheres imigrantes. Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto XXIII:223-237.


Duarte, Vera Monica. 2002. Violência conjugal: o pacto de silêncio. Uma reflexão sociológica sobre o impacto da legislação penal portuguesa no crime de violência conjugal. Sociedade e Cultura. Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 4:229-245.


Durães, Margarida. 1985. Uma primeira aproximação aos testamentos: Venade e a prática de testar da sua população. In A Morte no Portugal Contemporâneo. Aproximações sociológicas, literárias e históricas, edited by R. Feijó, H. Martins and J. d. P. Cabral. s/l: Querco.


———. 1986. Condição feminina e repartição do património: a camponesa minhota: séculos XVIII e XIX. In A mulher na Sociedade Portuguesa: visão histórica e perspectivas actuais. Actas do Colóquio. Coimbra: Faculdade de Letras.


———. 1988. Herdeiros e não herdeiros: nupcialidade e celibato no contexto da propriedade enfiteuta. Revista da História Económica e Social 21:47-56.


———. 1992. No fim, não somos iguais: estratégias familiares na transmissão da propriedade e estatuto social. Boletín de la Associación de Demografia Histórica X (3):125-141.


———. 1995. Necessidades económicas e práticas jurídicas: problemas da transmissão das explorações agrícolas. Séculos XVIII-XX. Ler História 29:68-88.


———. 2000. Heranças: solidariedade e conflitos na casa minhota (sécs. XVIII-XIX). Biblos LXVI:155-186.


———. 2001. Filhos e enteados: práticas sucessórias e hereditárias no mundo rural (Braga, séculos XVIII-XIX). Cadernos do Noroeste. Série História" 15 (1):175-218.


———. 2001. Sucessão e Herança. Leis, práticas e costumes no terreno de Braga, Tese de Doutoramento. Universidade do Minho, Braga.


———. 2002. Qualidade de vida e sobrevivência económica da família camponesa minhota: o papel das herdeiras (sécs. XVIII-XIX). Cadernos do Noroeste 7 (1-2):125-144.


———. 2003. Heranças: solidariedade e conflitos na casa camponesa minhota (sécs. XVIII-XIX). População e família 5:193-225.



 Espada, João Carlos, Eugénia Nobre Gambôa, and José Tomaz Castello Branco. 2004. Família e Políticas Públicas. S. João do Estoril: Principia: Publicações Universitárias e Científicas.


Esteves, António Joaquim. 1991. A família numa sociedade em mudança. Sociologia 1 (1):79-100.

 

———. 1995. Jovens e Idosos: família, escola e trabalho. Porto: Edições Afrontamento.



Feijó, Rui, and João Arriscado. 1986. Household composition and social differentiation in nineteenth century in Portugal. Sociologia Ruralis XXVI (3/4):249-267.

Félix, António Bagão, , , and 1994. Traços da Família Portuguesa. Lisboa: Direcção-Geral da Família Ministério do Emprego e da Segurança Social.

Fernandes, Ana Alexandre. 1993. Relações familiares, transformações demográficas e solidariedades intergeracionais. Fórum Sociológico 4-5 (II Série):43-58.


———. 1997. Velhice e Sociedade. Demografia, Família e Políticas Sociais em Portugal. Oeiras: Celta Editora.


———. 2001. Velhice, Solidariedades Familiares e Política Social. Itinerário de pesquisa em torno das consequências do aumento da esperança de vida. Sociologia, Problemas e Práticas 36:39-52.


Fernandes, A. Teixeira. 1994. Dinâmicas familiares no mundo actual: harmonias e conflictos. Análise Social XXIX (129) (5):1149-1191.


Fernandes, Ludmila Maria. 2008. Os silêncios da parentalidade na adolescência: experiências de mães e pais adolescentes, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Ferraz, Clara Maria. 1996. As estratégias endogâmicas das classes superiores. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia Lisboa: Celta.


Ferreira, Ana Cristina. 2002. Família e Habitat: dinâmicas familiares, valores e formas de apropriação do alojamento, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Ferreira, Leonor Vasconcelos. 1993. Pobreza em Portugal: variações e decomposição de medidas de pobreza a partir dos orçamentos familiares de 1980-1981 e 1989-1999. Estudos de Economia XII (4):377-393.


Ferreira, Pedro, e Sofia Aboim. 2002. Modernidade, laços conjugais e fecundidade:a evolução recente dos nascimentos fora do casamento. Análise Social XXXVII (163):411-446.


Ferreira, Paulo Antunes. 1993. A família. In Valores dos Jovens Portugueses dos anos 80. Cadernos do ICS, 3. Lisboa: ICS/Imprensa Nacional.


Ferreira, Pedro Moura. 1997. "Delinquência Juvenil", Família e Escola. Análise Social XXXII (143-144):913-924.


———. 2003. Tendências e Modalidades da Conjugalidade. Sociologia, Problemas e Práticas 43:67-82.


———. 2004. Tendências de mudança no casamento em Portugal. Uma sociografia dos últimos vinte anos. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga. Universidade do Minho: APS.


———. 2008. A Maternidade Precoce: Tendência e Perfis. Revista Portuguesa de Saúde Pública 26 (1/2):63-76.


———. 2009. Juventude e Género no Espaço Europeu. In Gênero, Educação e Política: Múltiplos Olhares, edited by T. Suely and A. M. Brabo. São Paulo: Ícone Editora.


———. 2009. Vida Conjugal, Curso de Vida e Sexualidade. In Actas do Congresso Luso-afro-brasileiro. Braga: Universidade do Minho.


Ferreira, Pedro Moura, and Sofia Aboim. 2002. Modernidade, laços conjugais e fecundidade: a evolução recente dos nascimentos fora do casamento. Análise Social XXXVII (163):411-446.


Ferreira, Virgínia. 1981. Mulheres, família e trabalho doméstico no capitalismo. Revista Crítica de Ciências Sociais 6:47-86.


———. 1988. O Feminismo na Pós-modernidade. Revista Crítica de Ciências Sociais 24:93-106.


———. 1993. Padrões de Segregação das Mulheres no Emprego - Uma Análise do caso Português no Quadro Europeu. In Portugal: Um Retrato Singular, edited by Boaventura de Sousa Santos. Porto: Afrontamento.


———. 1998. Engendering Portugal: Social Change, State Politics and Women's Social Mobilization. In Modern Portugal, edited by A. C. Pinto. Stanford: Stanford University Press.


———. 1998. Mulheres em Portugal: Situação e Paradoxos. In Pavilhão do Território, edited by Leonel Moura and Maria Nobre Franco. Lisboa: M.P.A.T.


———. 1999. Efeitos das Novas Tecnologias Reprodutivas: Da Volatilização da Maternidade à Materialização da Paternidade. Ex æquo - Revista da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres 1:s/p.


———. 2000. Sexualizando Portugal: mudança social, políticas estatais e mobilização social das mulheres. In Portugal Contemporâneo, edited by A. C. Pinto. Madrid: Sequitur.


———. 2001. ‘All women are working women’: Padrões de evolução da segregação sexual do emprego nos anos 90. In A Economia em Curso - Contextos e Mobilidades, edited by J. Reis and M. I. Baganha. Porto: Afrontamento.


———. 2004. A globalização das políticas de igualdade entre os sexos: do reformismo social ao reformismo estatal. In Políticas Públicas e Igualdade de Gênero, edited by Tatu Godinho and Maria Lúcia da Silveira. São Paulo: Coordenadoria Especial da Mulher da Prefeitura.


———. 2004. Relações Sociais de Sexo e Segregação do Emprego: Uma Análise da Feminização dos Escritórios em Portugal, Tese de Doutoramento em Sociologia. Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra


———. 2006. The Politics of Reproduction in Post-1974 Portugal. In The Gender of politics: The example of reproduction policies in Austria, Finland, Portugal, Romania, Russia, and the US, edited by G. Wolfgruber, G. Wolfgruber, G. Wolfgruber and G. Wolfgruber. Innsbruck: Verlag/Bruno Kreisky International Studies.


———. 2007. Mulheres e Desenvolvimento: Outras formas de cuidar? In Pensar o Futuro, edited by Ana Maria Braga da Cruz, outros, outros and outros. Santarém: Publicações Fundação Cuidar o Futuro.


———. 2009. The Socialization of Motherhood Costs - Looking for New Strategies. In Family on the Crossroads, edited by Ilze Trapenciere, E. M. Tiit and Jan Trost. Riga: University of Latvia, Institute of Philosophy.


Ferreira, Virgínia, and Mónica Lopes. 2004. A Maternidade e a Paternidade no Local de Trabalho: Direitos, Práticas e Representações Lisboa: Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego.


———. 2004. Repercussões das licenças por maternidade e por paternidade no local de trabalho: Entre o consentimento e a reprovação. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Ferreira, Virgínia, Teresa Tavares, and Clara Lourenço. 2002. A Construção dos Estudos sobre as Mulheres em Portugal I e II. Ex æquo - Revista da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres 5 e 6.


Ferreira, Vladmir Antero Delgado Silves. 2008. Os jovens/adolescentes e a maternidade: um estudo sociológico da maternidade precoce na cidade da Praia Tese de mestrado. ISCSP, Lisboa.


Ferreira, Virgínia (Org.). 2010. A Igualdade de Mulheres e Homens no Trabalho e no Emprego em Portugal - Políticas e Circunstâncias. Lisboa: CITE.


Figueiredo, Eurico. 1988. Conflito de Gerações - Conflito de Valores. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.


Figueiredo, Eurico, Ernesto V. S. Figueiredo, and José Cunha Machado. 2001. Valores e gerações: anos 80 anos 90. Lisboa Instituto Superior de Psicologia Aplicada


Fonseca, Irene Maria Ferreira. 2004. Contribuição para o Estudo da Influência das Novas Políticas Sociais na Formação e Inserção Profissional de Mulheres, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Fontaine, Anne Marie, Cláudia Andrade, Marisa Matias, Jorge Gato, and Marina Mendonça. 2006. Valeurs de jeunes couples à double revenu. Comparaison interculturelle en Europe. La Revue Internationale de l'education familiale 19:31-51.


Fontes, José Machado. 1918. Os nossos inquéritos. Boletim da Sociedade Portuguesa de Sciência Social 2:13-14.


Frazão, Pedro, and Renata Rosário. 2008. O coming out de gays e lésbicas e as relações familiares. Análise Psicológica XXVI (1):25-45.


Frazão-Moreira, Amélia. 1994. Entre favas e ovelhas - categorias do mundo adulto apreendidas pelas crianças, numa aldeia do Alto Douro. Educação Sociedade & Culturas 2:39-56.


———. 1996. A aprendizagem no grupo doméstico. In O saber das crianças. Setúbal: Instituto das Comunidade Educativas.


Gameiro, Octávio José Carreira. 1998. Do acto à identidade: orientação sexual e estruturação social, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


Garcia, José Luís de Oliveira. 1995. As Mulheres Telefonam às Cegonhas. Família, Procriação e Bioética no Espaço Público, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Gaspar, Sofia, Madalena Ramos and Ana Cristina Ferreira. 2013. Análise comparativa dos divórcios em casais nacionais e binacionais em Portugal, 2001-2010, Sociologia XXVI: 81-111.


Gerardo, Filomena. 2002. A construção identitária das mães adolescentes. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Gerardo, Filomena 2004. A maternidade das mães adolescentes, processo de reconstrução identitária. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Gião, Joana Maria Cachopas Fialho 2004. Alteração dos papéis sociais de género na família, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Goldey, Alice. 1987. Emigração e estrutura familiar. Estudo de um caso no Minho. Estudos Contemporâneos 2/3:118-128.


Gonçalves, Andreia. 2005. Conciliação Trabalho - Família e Prestação de Cuidados a Idosos, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Gonçalves, Cristina. 2004. Pobreza e Exclusão Social nas Famílias com Idosos em Portugal. Revista Estudos Demográficos 35:143-169.


Gonçalves, Carlos Manuel (Coord.), Carlota Quintão, Cristina Parente, Isabel Dias, Luísa Veloso, Mónica Santos, and Sofia Cruz. 2009. Licenciados, Precariedade e Família. Vila da Feira Estratégias Criativas.


Gonçalves, R. Lalanda. 1990. As mudanças sociais da mudança na família: espaço insular e mudança sociocultural. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Guerreiro, M. Dores. 2000. Trabalho, Família e Gerações: conciliação e solidariedades. Lisboa: CIES/ISCTE.


Guerreiro, Maria Dores, Sevil Sümer, Janet Smithson, and Lise Granlund. 2008. Becoming working mothers: Reconciling work and family at three particular workplaces in Norway, the UK, and Portugal. Community, Work & Family 11 (4):365-384.


Guerreiro, Maria das Dores. 1986. Mulheres do fado, fado de mulheres. Alfama: o tecido social, as práticas culturais e as suas protagonistas, Provas de Aptidão e Capacidade Cientifica. ISCTE, Lisboa.


———. 1989. A família e a empresa. Sociologia, Problemas e Práticas 6:23-35.


———. 1990. Mulheres e relações familiares em Alfama. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


———. 1992. Entreprise et mariage: les cas de petits entrepreneurs portugais. In Familes et Contextes Sociaux: les espaces et les temps de la diversité. Actes du Colloque de Lisbonne. Lisboa: CIES/AISLF.


———. 1992. Famílias de empresários e trajectórias sociais. Sociologia, Problemas e Práticas 11:63-77.


———. 1994. Famílias na actividade empresarial: empresas familiares em Portugal, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 1995. Famille et travail au Portugal. La coexistance de différentes dynamiques sociales. In Work and Family in Europe: The Role of Policies, edited by Tineke Willemsen, G. Frinking and R. Vogels. Tilburg: University Press.


———. 1996. The Conciliation of Family Business and Family Life: What Happens in the Families of Small Portuguese Entrepreneurs? In Reconciling Work and Family Life. An International Perspective on the Role of Companies, edited by Helle Holt and Ivan Thaulow. Copenhagem: The Danish Institute of Social Research.


———. 1996. Famílias na Actividade Empresarial. PME em Portugal. Oeiras: Celta Editora.


———. 1996. Pequenas e médias empresas familiares. Tipos de relações das famílias com as empresas. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Lisboa: Celta.


———. 1997. Gestão das Relações Familiares na Direcção Empresarial das PME. Revista Economia e Prospectiva 3 (Setembro).


———. 1998. Dual Earner Families in Portugal. New Ways 4. Comissão Europeia.


———. 1998. Os homens na família e no trabalho em Portugal. New Ways 2. Comissão Europeia.


———. 1998. Trabalho, Família e Gerações - Conciliação e Solidariedades. Lisboa: CIES-ISCTE.


———. 2000. Pequenas e médias empresas familiares: tipos de relações das famílias com as empresas. In Práticas e Processos de Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Oeiras: Celta Editora (edição em CD-Rom).


———. 2003. Pessoas sós. Múltiplas realidades. Sociologia, Problemas e Práticas 43:31-49.


———. 2006. Responsabilidade Social nas Empresas, Igualdade e Conciliação Trabalho-família. Experiências do Prémio Igualdade é Qualidade. Lisboa: Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego.


———. 2009. Tiempos, trabajos e identidades. Análisis comparativo entre mujeres españolas y portuguesas. Asparkia 20:123-145.


———. 2009. Trabalho e família: na senda de novos equilíbrios. Dirigir 107:3-6.

 

———. 2011. Estruturas familiares e contextos sociais-Family structures and social contexts.  In Luís Rebelo (Ed.), A Família em Medicina Geral e Familiar. Lisboa: Verlag Dashöfer, 11-30.


 

———. 2011. Family, Work and Gender in Portugal. Policy and Practice.   In Ingrid Hojer and Staffan Hojer (eds.), Family, Everyday Life and Modernity, Gothenburg: Goteborgs University, 67-82.

 


———. 2014. Family Policies in Portugal.  In Mihaela Robila (ed.), Handbook of Family Policies Across the Globe. New York: Springer New York, 195-210.


Guerreiro, Maria das Dores, and Pedro Abrantes. 2004. Transições Incertas. Os Jovens Perante o Trabalho e a Família. Lisboa: CITE.


Guerreiro, Maria das Dores, Pedro Abrantes, and Inês Pereira. 2009. Changing contexts, enduring roles? Working parents in Portuguese public and private sector organizations. In Work, Families and Organisations in Transition, edited by Suzan Lewis, J. Brannen and Ann Nilsen. Bristol: Polity Press.


Guerreiro, Maria das Dores, Julia Brannen, Clarissa Kugelberg, and Janet Smithson. 2002. Imagining parenthood and employment: connected or disconnected worlds? In Young Europeans, Work and Family - Futures in transition, edited by J. Brannen, S. Lewis, A. Nielsen and J. Smithson. London: Routledge.


Guerreiro, Maria das Dores, Ana Caetano, and Eduardo Rodrigues. 2006. Gendered Family Lives: Diversity, Permanence and Change of Parental Models, TYR - The Youngsters’ Reply: Comparison of Different Parental Models.National Report. Portugal: CIES-ISCTE.


———. 2008. A família (d)escrita pelos jovens: permanência e mudança de modelos de paternidade. Configurações - Revista de Sociologia 4:115-126.


Guerreiro, Maria das Dores, and Helena Carvalho. 2007. O stress na relação trabalho-família: uma análise comparativa. In Família e Género na Europa, edited by Karin Wall and Lígia Amâncio. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Guerreiro, Maria das Dores, Suzan Lewis, and Julia Brannen. 2005. Studies in work-family research. In The Work-Family Handbook: Multi-Disciplinary Perspectives and Approaches, edited by M.Pitt-Catsouphes, E. Kossek and S. Sweet. Mahwah: Michigan State University.


Guerreiro, Maria das Dores, and Vanda Lourenço. 1999. Boas Práticas de Conciliação entre Vida Profissional e Vida Familiar - Manual para as Empresas. Lisboa: CITE.


Guerreiro, Maria das Dores, Vanda Lourenço, and Inês Pereira. 2007. Good Pratices for Reconciling Patterns and Work-Family Life. A Guide for Companies. Lisboa: CITE/MTSS.


Guerreiro, Maria das Dores, Pat O'Connor, and Janet Smithson. 2002. Young people's awareness of gendered realities. In Young Europeans, Work and Family - Futures in transition, edited by J. Brannen, S. Lewis, A. Nielsen and J. Smithson. London: Routledge.


Guerreiro, Maria das Dores, and Inês Pereira. 2007. Corporate Social Responsability, Gender Equality and the Reconciliation of Work and Family Life. Lisboa: CITE/MTSS.


———. 2007. Women´s Occupational Patterns and Work-Family Arrangements: do National and Organisational Policies Matter. In Women, Men, Work and Family in Europe, edited by Rosemary Crompton, S. Lewis and Clare Lyonette. London: Palgrave.


Guerreiro, Maria das Dores, Inês Pereira, Janet Smithson, and Suzan Lewis. 2005. Report on National Debates on the reconciliation of family and employment. Manchester: Research Institute for Health and Social Change. 


Guerreiro, Maria das Dores, and Eduardo Alexandre Rodrigues. 2009. Work and family: what quality of life? An exploratory analysis of the services sector. In Welfare and Everyday Life, (Portugal in the European Context, vol. III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Guerreiro, Maria das Dores, Anália Torres, and Cristina Lobo. 2009. Changing families: configurations, values and recomposition processes. In Welfare and Everyday Life, (Portugal in the European Context), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


———. 2009. Changing Families: configurations, values and recomposition processes. In Welfare and Everyday Life (Portugal in the European Context, vol III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. Torres and L. Capucha. Lisboa: Celta.


 Guerreiro, Maria das Dores, Anália Cardoso Torres, and Cristina Lobo. 2007. Famílias em Mudança: configurações, valores e processos de recomposição. In Quotidiano e Qualidade de Vida, (Portugal no Contexto Europeu, vol. III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Guerreiro, Maria das Dores and Ana Caetano. 2014. Pessoas sós em Portugal. In Famílias nos Censos 2011. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística / Imprensa de Ciências Sociais, 125-154.

  

 

 


 

Hespanha, António Manuel. 1993. Carne de uma só carne: para uma compreensão dos fundamentos histórico-antropológicos da família na época moderna. Análise Social XXVII (4º e 5º):951-973.


Hespanha, Pedro. 1987. Propriedade Fundiária e Reprodução da Força de Trabalho. O caso do Baixo Mondego. Revista Crítica de Ciências Sociais 22:145-157.


———. 1993. Para além do Estado: a saúde e a velhice na sociedade-providência. In Portugal: um retrato singular, edited by Boaventura de Sousa Santos. Porto: Centro de Estudos Sociais/Edições Afrontamento.


———. 1995. Vers une Société-providence simultanément pré-et-postmoderne. L´état des solidarités intergénérationnelles au Portugal. In Générations, Familles, État, edited by C. A.-. Donfut. Paris: Nathan.


———. 1999. Novas desigualdades, novas solidariedades e reforma do Estado. Revista Crítica de Ciências Sociais 54:69-78.


———. 2007. The activation trend in the Portuguese social policy. An open process. In Reshaping Welfare States and Activation Regimes, edited by A. S. Pascual and L. Magnusson. Pieterlen: Peter Lang.


———. 2008. Challenges to social policies. In Strengthening Vulnerable Family, edited by L. Sousa. New York: Nova Science Publishers.


———. 2008. Politicas Sociais: novas abordagens, novos desafios. Revista de Ciências Sociais 39 (1):5-15.



Ilhéu, José Ramalho. 1993. Estratégias de participação social na população idosa do Alentejo. Economia e Sociologia 56:77-88.


Infante, Fernanda. 1988. Alguns dados para o Estudo da Vida Quotidiana nas Famílias Portuguesas: resultados preliminares. Lisboa: Direcção Geral da Família. Ministério do Emprego e da Segurança Social.


———. 1989. Alguns dados sobre o quotidiano das famílias portuguesas: resultados de um inquérito. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família/Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Infante, Fernanda 1989. Consequências do desemprego de longa duração no indivíduo e na família: contributo para o seu estudo. Lisboa: Direcção Geral da Família.


Infante, Fernanda. 1991. Famílias Monoparentais na Cidade de Lisboa. Lisboa: Centro de Estudos Judiciários/Ministério da Justiça.


Infante, Fernanda, Elsa Gomes, and Lúcia Lima. 1991. Motivações à adopção: estudo de casos. Lisboa: Centro de Estudos Judiciários. Ministério da Justiça.


Iturra, Raul. 1985. Casamento, ritual e lucro: a produção dos produtores numa aldeia portuguesa 1862-1983. Ler História 5:59-75.


Iturra, Raul. 1985. Marriage, ritual and profit. The production of producers in a Portuguese Village. Social Compass 22 (1):73-92.


Iturra, Raul. 1987. A reprodução no celibato. Ler História 11:95-105.


———. 1987. Stratégies de reproduction: le droit canon et le mariage dans un village portugaise (1862 - 1983). Droit et Société 5:7-22.


———. 1989. La reproduction hors marriage. L'exemple dans d'un village portugais. Études Rurales 113-114:87-100.


———. 1994. Tu és sagrado por seres o meu pai; tu és virgem por seres minha mãe. Cadernos de Educação de Infância 31:32-34.


———. 1998. Como era quando não era o que sou. Porto: Profedições.


———. 2000. O adulto e a criança crescem juntos. Educação e Diferença, 7:67-78.


———. 2000. O saber sexual das crianças. Desejo-te porque te amo. Porto: Afrontamento.


———. 2002. O adulto e a criança crescem juntos. In Educação e Diferença, edited by D. Rodrigues. Porto: Porto Editora.


———. 2003. La construcción de la masculinidad. In Hombres. La construcción cultural de las masculinidades, edited by José Maria Valcuende del Rio and Juan Blanco Lopez. Madrid: Talasa.


Iturra, Raúl. 2008. A ilusão de sermos pais: lições de etnopsicologia da infância. Rio de Janeiro: Universidade de Ensino à Distância.


Iturra, Raul A. 1988. O grupo doméstico ou a construção conjuntural da reprodução social. Sociologia, Problemas e Práticas 5:61-78.


———. 1996. Eu sou homem e obedeço, tu és mulher e mandas. Revista educação e ensino USF-A8 (13):24-25.


Joaquim, Teresa. 1983. Dar à luz. Lisboa: Publicações D. Quixote.


———. 1997. Menina e moça: a construção social da feminilidade: séculos XVII-XIX. Lisboa: Fim de Século.


———. 2002. As novas tecnologias reprodutivas e a reformulação da maternidade: da noção de solo e de máquina à de produtora de imaginário. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.

 


Lages, Mário. 1959. L'assistenza alla famiglia portoghese. Famiglia e Civiltà, 9 (1-2):20-26.


———. 1979. A natalidade portuguesa. Premissas demográficas. Lisboa: Excelsior.


———. 1983. O casamento exolocal numa aldeia da Beira Alta. Análise Social XIX (77-79):645-665.


———. 1988. Papéis familiares e distribuição de poder nas famílias. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família.


———. 1991. Notas para a modelização da fecundidade geracional portuguesa. População e Sociedade no Mundo de Expressão Portuguesa 1 (Jan-Dez):89-106.


Lalanda, Piedade. 1993. O valor e o papel do álcool na família. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia, Vol I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


———. 1993. Redes de parentesco: estrutura de uma comunidade. In Estruturas Sociais e Desenvolvimento. Actas do II Congresso de Sociologia, Vol. II. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Afrontamento.


———. 1994. A reprodução do modelo da mulher através do casamento homogâmico. In Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais/Universidade de Lisboa.


———. 2000. "A minha vida são eles” a individualização na construção identitária da mulher. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos Universidade de Coimbra: APS.


———. 2002. Casar pelo Civil ou na Igreja Sociologia, Problemas e Práticas 39:69-83.


———. 2003. Transições Familiares e Construção da Identidade Feminina, Tese de Doutoramento. ICS, Lisboa.


———. 2005. A população feminina e as transições familiares através da demografia. Revista Estudos Demográficos 38.


———. 2005. Transições familiares e identidade das mulheres. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Leal, António da Silva. 1985. As políticas sociais no Portugal de hoje. Análise Social XXI (87-88-89) (3-º,4.º-5.º):925-943.


Leandro, Ana Sofia da Silva. 2005. Diferenças e desigualdades. A entrega e o encargo da criança após a desunião conjugal. Configurações - Revista de Sociologia 1:147-163.


Leandro, Ana Sofia da Silva, and Maria Engrácia Leandro. 2004. Transmissão de valores no seio da família. Persistências e mudanças. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Leandro, Maria Engrácia . 1991. No entardecer da vida novas atitudes se impõem. Cadernos do Noroeste 4 (6-7):359-368.

———. 1992. Au-delá des apparences, l'insertion sociale des portugais dans l'agglomération parisienne, Tese de Doutoramento em Sociologia.Universidade de Paris-Sorbonne, Paris.


———. 1994. Complexidade das estruturas familiares na sociedade moderna. Theologica 2 (29):13-29.


———. 1994. Inter-confluências. Idoso-modernidade. Cadernos do Noroeste 7 (2):56-67.


———. 1995. Familles portugaises, projets et destins. Paris: Ciemi-L’Harmattan (Coll. “Migrations et changements”).


———. 1997. Flexibilidade e rigidez das organizações. A relação entre a família, o trabaho e as organizações de Segurança Social. Cadernos do Noroeste 10 (2):429-457.


———. 1997. Les femmes portugaises devant les mutations sociales. In Les familles portugaises et la société française, edited by B. D. Varine. Macon: Interaction France-Portugal/Editions W.


———. 1997. Migrações e trajectórias familiares. In Historia de la familia. Uma nueva perspectiva sobre la sociedad europea. Seminario família y élite de poder en el reino de Murcia. Siglos XV-XIX, edited by A. Sanchez and A. Ramon. Murcia: Universidade de Murcia.


———. 1998. A família em Portugal na viragem do milénio. In A Família na viragem do século. Braga: Fusob.


———. 1998. A realidade familiar em Portugal na viragem do milénio. In A realidade familiar em Portugal na viragem do milénio. Braga.


———. 2000. Familles en réinstallation dans le Minho. In Lieux de vie et circulations des Portugais de France, edited by B. D. Varine. Macon: Interaction France - Portugal/Editions W.


———. 2001. Sociologia da família nas sociedades contemporâneas. Lisboa: Universidade Aberta.


———. 2002. Dinâmica familiar e migrações. A situação das famílias portuguesas na Alemanha e em França. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2002. Reinserção familiar no centro das antinomias dos processos migratórios internacionais. Um estudo de caso em situação de regresso. Sociedade e Cultura 4, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 4:25-75.


———. 2003. Família em mudança. Cadernos de Bioética. Formação da consciência de Bioética, Família e Bioética Ano XII (33):57-70.


Leandro, Maria Engrácia, Paulo Nuno Nossa, and Maria José Boavida. 2008. Na encruzilhada da família e do género em contexto migratório. Configurações - Revista de Sociologia 4:27-64.


Leandro, Maria Engrácia, Ana Sofia da Silva Leandro and Virgínia Barroso Henriques. 2010. Alimentação familiar. Os fabulosos odores, (dis)sabores e saúde, Sociologia, Problemas e Práticas 62: 57-80.


Leite, Carolina. 1999. Estratégias Espaciais e Percurso Migratório. Mulheres Portuguesas em Paris: 1960 -1990, Tese de Doutoramento.Universidade do Minho, Lisboa.


Leite, Maria Carolina. 1993. A casa em construção: actores e decisores. In Emigração/Imigração em Portugal. Actas do Colóquio Internacional sobre Emigração e Imigração em Portugal (séc. XIX e XX), edited by Maria Beatriz Nizza da Silva, , and Lisboa: Fragmentos.


Leite, Sofia. 2003. A União de Facto em Portugal. Revista de Estudos Demográficos 33:97-140.

———. 2004. Breve Sociografia sobre as famílias reconstituídas portuguesas. Revista de Estudos Demográficos 35 (Lisboa):53-89.


Leite, Sofia Alexandra Martins. 2003. União de facto em Portugal: indicadores, práticas e representações sociais, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


Lima, Maria Antónia Pedroso de. 1999. Grandes famílias grandes empresas: ensaio antropológico sobre a elite de Lisboa, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Lisboa, Manuel , Luísa Vicente, Isabel Carmo, and António Nóvoa. 2003. Os Custos Sociais e Económicos da Violência Contra as Mulheres. Lisboa: CIDM.


Lisboa, Manuel (Coord.), Isabel Carmo, Luísa Vicente, António Nóvoa, Pedro P. Barros, Sofia Marques da Silva, Ana Roque, and Sofia Amândio. 2006. Prevenir ou Remediar - Os Custos Sociais e Económicos da Violência Contra as Mulheres. Lisboa: Colibri.


Lobo, Cristina 1994. Processos de recomposição familiar: estratégias e trajectórias nas famílias recompostas, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Lobo, Cristina. 1995. Do (re)casamento às estratégias de recomposição familiar. Sociologia Problemas e Práticas 18:69-95.


———. 1996. Padrastos no quotidiano: estratégias de construção social do papel de padrasto. Sociologia, Problemas e Práticas 19:67-82.


———. 2009. Parentalidade social, fratrias e relações intergeracionais nas recomposições familiares. Sociologia, Problemas e Práticas 59:45-74.


———. 2009. Recomposições familiares: Dinâmicas de um Processo de Transição. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação para a Ciência e a Tecnologia.


Lobo, Cristina, and Cristina Palma Conceição. 2003. O recasamento em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas 42:141-159.


Lobo, Cristina, and Karin Wall. 1995. A família na sociedade portuguesa. Sociologia, Problemas e Práticas 18:173-194.


Lobo, Isabel Sousa. 1982. Ètat et régulation sociale: la politique de l'enfance et de la famile au Portugal sous le salazarisme, Tese de Doutoramento. Université des Sciences Sociales de Grenoble, Grenoble.


Lopes, Carla Fonseca. 2004. Violência de género. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Lopes, Maria Antónia. 1984. Os expostos no Concelho da Meda em meados do século XIX (1836-1866): subsídios para o seu estudo. Revista Portuguesa de História XXI:119-176.


———. 1988. Notas para o estudo do papel social da mãe: representações e normas no theatro de Manuel de Figueiredo. Revista Portuguesa de História 24:67-95.


Lorga, Catarina. 1999. Educação e Formação Profissional. In Jovens em Portugal. Análise Longitudinal de Fontes Estatísticas: 1960-1997. Alexandra Figueiredo, Catarina Lorga e Vítor Sérgio Ferreira, Oeiras/Sej Celta: 97-116


———. 2009. Ser Homem na Imprensa Masculina, Tese de Doutoramento. Lisboa: ISCTE (policopiado).


Lorga, Catarina, José Manuel Paquete de Oliveira e Rodrigo Rosa. 2007. Media e a Construção de Representações do Género na Realidade Social Portuguesa. Relatório Final vols. I-II. Lisboa, ISCTE-IUL/FCT (policopiado).


Lorga, Catarina e Rodrigo Rosa. 2009. SIC Mulher. Televisão Feminina para Partilhar. Working Paper nº. 79, Lisboa: CIES.


Lourenço, Nelson. 1991. Família Rural e Indústria. Lisboa: Editorial Fragmentos.


———. 1992. Masculin-féminin: l'asymétrie de rôles et des trajectoires professionnelles. In Familles et Contextes Sociaux: les espaces et les temps de la diversité. Actes du Colloque de Lisbonne. Lisboa: CIES/AISLF.


Lourenço, Nelson, Manuel Lisboa, and Elza Pais. 1996. Violência Contra as Mulheres no Quadro Conjugal em Portugal. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Lisboa: Celta.


———. 1997. Violência Contra as Mulheres. Lisboa: CIDM.

 

Lyonette, Clare, Rosemary Crompton, and Karin Wall. 2007. Gender, Occupational class and Work-Life Conflict. A comparison of Britain and Portugal. Community, Work & Family 10 (3):283-308.

 


 

Machado, Carla, Miguel Gonçalves, and Marlene Matos. 2004. Práticas educativas parentais e violência: Um estudo na região Norte. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Machado, Fernando Luís, and Cristina Roldão. 2010. Imigrantes Idosos: Uma Nova Face da Imigração em Portugal. Lisboa: Observatório da Imigração/ACIDI.


Machado, Helena Cristina Ferreira. 2003. Tribunais, género, ciência e cidadania: uma abordagem sociológica da investigação de paternidade, Tese de Doutoramento. Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Braga.


Machado, Helena and Rafaela Granja. 2014. Paternidades fragmentadas. Género, emoções e (des)conexões biogenéticas e prisionais, Análise Social, XLVIII (208): 550-571.


Machado, Paula Cristina Neves. 2010. Estruturação familiar, estilos educativos parentais e concepções educativas: um estudo de caso exploratório centrado numa família monoparental Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Magalhães, Maria da Graça. 2004. Núcleos familiares monoparentais. Revista Estudos Demográficos 35:37-52.


Magalhães, Maria José. 2000. Desafiando a violência no lar. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


Marçano, Isabel Maria. 1993. Ilegitimidades e mães solteiras numa freguesia rural alentejana: notas de uma investigação em curso. In Estruturas Sociais e Desenvolvimento. Actas do II Congresso de Sociologia. Vol II. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Marçano, Isabel Maria, , , and 1989. Quotidianos: análise sociológica e antropológica de quotidianos de várias famílias de Lisboa. In Actas do Seminário Tempo para o Trabalho, Tempo para a Família. Lisboa: Direcção Geral da Família, Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Marçano, Isabel Maria A. 1996. Filhos ilegítimos em Santa Rita: subsídio para o estudo da reprodução celibatária ou no concubinato numa aldeia rural alentejana, Tese de Mestrado. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


Marinho, Sofia. 2010. Ser pai na residência alternada: dinâmicas, trajectos e contextos da paternidade. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Marinho, Sofia. 2011. Paternidades de Hoje. Significados, práticas e negociações da parentalidade na conjugalidade e na residência alternada. Tese de Doutoramento em Ciências Sociais, especialidade Sociologia Geral. Lisboa: ICS-UL.


Marques, Ana Cristina. 2006. Do Primeiro Beijo ao Primeiro Filho: A Questão da Gravidez Adolescente, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 2008. «Eu gosto muito do meu filho mas…» Parentalidades entre o desejo e a realidade. CIES e-WORKING PAPER Nº 39/2008.


Marques, Carmo, Manuela Tavares, and Maria José Magalhães. 2002. Políticas e família: orientações legislativas em Portugal, nos últimos anos. In Actas do Colóquio Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Marques, Carlos A. F. 1994. As famílias do Alentejo e o desenvolvimento da região. Economia e Sociologia 57:193-204.


Marques, Maria Salomé. 2009. Percursos de transição para a vida adulta num bairro social de Lisboa, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Martinho, Alberto Trindade. 1986. Les Enfants d'immigrés Portugais: "cá e lá". Porto: Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.


Martinho, Isabel Maria G., Fernanda Infante, and Carlos A. Teixeira. 1990. (Re)constituição familiar. Lisboa: Direcção geral da Família.


Martins, Álvaro. 2008. As Crianças: Representações Parentais, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Martins, Moisés de Lemos. 1986. Uma solidão necessária à ordem salazarista: a família como terapêutica nacional. Cadernos de Ciências Sociais 4:77-83.


Martins, Manuela Ribeiro Conceição. 2000. De Mães para Filhas - Por Aqui se Faz a Construção e a Reconstrução da Historia (de Uma Boa Parte) dos “Produtos com Historia". Sociedade e Cultura 1, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 1:269-281.


Martins, Paula Alexandra Cardoso Ferreira. 2003. O idoso e a família, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


Matos, Alice Maria Delerue Alvim de. 2007. Coabitação, “Intimidade à Distância” ou Isolamento Familiar? As relações intergeracionais dos idosos em Portugal, Tese de doutoramento. Universidade Católica de Lovaina


Matos, M. Cristina Barbot Campos. 1988. Estratégias de pequenas explorações familiares. Cadernos de Ciências Sociais 7:35-50.


Matoso, Maria Alice Anacoreta Caldas. 2005. Valores sociais e percursos terapêuticos de famílias de tóxico dependentes, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Mattoso, José. 1986. Estruturas familiares e estratégias de poder: a nobreza Entre-Douro-e-Minho. Cadernos do Noroeste Abril:80-99.


Mauritti, Rosario. 2002. Padrões de vida na velhice. Perfis sociais e contextos familiares. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Mauritti, Rosário. 2007. Perspectivas sociológicas na análise da residência unipessoal. CIES e-Working Paper.


———. 2009. Viver Só: Mudança Social e Estilos de Vida, Tese de Doutoramento. ISCTE - IUL, Lisboa.


———. 2011. Viver só. Mudança Social e Estilo de Vida, Lisboa: Mundos Sociais.


Medeiros, Fernando. 1987. Grupos domésticos e habitat rural no Norte de Portugal: o contributo de Le Play, 1908-1934. Análise Social 95:97-116.


Medeiros, Rogério Manuel Marques. 2004. Socialização na adolescência, Tese de Mestrado.ISCTE, Lisboa.


Melro, Ana. 2004. Trabalho infantil: um fenómeno multidimensional. Sociedade e Cultura 6, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 6:151-165.


Mendes, J. M. 1991. O sonho americano: mudança e estratégias de reprodução social em duas freguesias da Ilha Terceira, Tese de Mestrado.Universidade dos Açores.


Mendes, M. Filomena. 1994. A fecundidade portuguesa na década de 80: uma análise demográfica. Economia e Sociologia 57:121-160.


Mendes, Maria Filomena, Gertrudes Guerreiro, and António Caleiro. 2005. Fertility in Portugal. How persistent is it? Cidehus. Documento de Trabalho nº 2005/12, http://www.cidehus.uevora.pt/index_textos.htm.


Mendes, M. Filomena, and Pedro Pereira. 1990. Afectação do tempo das famílias portuguesas: um estudo empírico de diferenciação regional. Economia e Sociologia 49:5-38.


Mendes, M. Filomena, Pedro Pereira, and José Pinto. 1994. A Família Portuguesa: linhas de reflexão do Ano Internacional da Família. Lisboa: Direcção Geral da Família. Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Mendes, Rita. 2004. À procura dos novos pais: representações e atitudes perante a paternidade. In Actas do V Congresso Português de Sociologia - Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


———. 2007. À Procura dos Novos Pais: percepções e atitudes perante a paternidade, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 2007. A parentalidade experimentada no masculino: as vivências da paternidade. CIES e-WORKING PAPER N° 22/2007.


Meneses, Catarina, and Ana Paula Marques. 2004. "Prazo de validade” das políticas sociais. Notas sobre um diagnóstico da protecção social no concelho de Espinho. Sociedade e Cultura 6, Cadernos do Noroeste, Série Sociologia:113-133.


Meneses, Inês Salema. 1998. Espaços públicos, vidas privadas: identidades gay em Lisboa, Tese de Mestrado.ICS, Lisboa.


Meneses, I. S. 1998. Orientação Sexual e Inserção Familiar: Conjugalidades Gay em Lisboa. Sexualidade & Planeamento Familiar 19/20:13-16.


Micaelo, Ana Luísa. 2008. Identidade, território e práticas familiares: a relação com a terra e a emigração em Sever do Vouga, Tese de mestrado. ICS, Lisboa.


Micaelo, Maria Virgínia. 2004. As instituições de acolhimento de crianças - condições estruturais e modalidades de inserção, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Miranda, Patrícia. 2009. Processos de Construção Social das Identidades de Género nas Crianças: um estudo de caso com um grupo de pré-adolescentes em Viseu, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Moita, G. 1998. Famílias Homossexuais. Sexualidade & Planeamento Familiar 19/20:10-12.


———. 2003. Essências e Diferenças: Minorias Sexuais ou Sexualidades (Im)possíveis. In A Sexologia: Perspectiva Multidisciplinar (vol. 2), edited by L. Fonseca, C. Soares and J. M. Vaz. Coimbra: Quarteto.


Monteiro, Mónica. 2007. Eu, Tu e a Internet... Vida conjugal a três? Qual o papel da Internet na vida conjugal dos indivíduos?, Tese de Mestrado em Família e Sociedade. ISCTE, Lisboa.


Monteiro, Nuno. 1993. Casa e linhagem: o vocabulário aristrocático em Portugal nos séculos XVII e XVIII. Penélope 12:43-63.


———. 1995. A casa e o património dos grandes portugueses (1750-1832), Tese de Doutoramento. Faculdade de Ciências Humanas. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


———. 2000. Meu Pai e Muito Senhor do meu Coração. Cartas do Conde de Assumar Para o seu Pai Vice-Rei-Da-Índia (1744-1751). Lisboa: Editora Quetzal.


Monteiro, Paulo. 1985. Terra que já foi terra. Lisboa: Edições Salamandra.


Monteiro, Rosa. 2012. A descriminalização do aborto em Portugal: Estado, movimentos de mulheres e partidos políticos, Análise Social, XLVII (204), 586-605.


Monteiro, Rosa and Liliana Domingos. 2013. O sentido do direito à conciliação. Vida profissional, familiar e pessoal numa autarquia, Sociologia, Problemas e Práticas, 73: 59-77.

 

Moreira, Nuno. 2004. Conjugalidade homossexual masculina: dinâmicas de relacionamento. In Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Coimbra: Associação Portuguesa de Sociologia/Universidade de Coimbra.


Mota, Guilhermina. 1990. Estruturas familiares no mundo rural: grupos domésticos no Bispado de Coimbra em 1801. Revista Portuguesa de História 24:1-66.


Mourão, Alda Maria Martins. 1988. Transmissão de bens em famílias rurais do distrito de Coimbra. Revista Portuguesa de História 24:97-120.


———. 1990. Transmissão de bens em famílias rurais do interior do distrito de Coimbra (1750 - 1800). Coimbra: Universidade de Coimbra.


 

Nascimento, Inês Maria Guimarães. 2007. Investimento no Trabalho e na Parentalidade e Relação Interpapéis: uma Análise da Transmissão Intergeracional, Tese de Doutoramento. Universidade do Porto. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Porto.


Nazareth, J. M. 1975-1976. Aspects Régionaux de L´Evolution de la Fecondité au Portugal. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística.


———. 1978. Dinâmica da população portuguesa. Análise Social 56:729-800.


———. 1979. O Envelhecimento da População Portuguesa. Lisboa: Editorial Presença. Gabinete de Investigações Sociais.


———. 1981. Salvaterra de Magos nos finais do século XVIII: aspectos sociodemográficos. Análise Social 66:315-373.


———. 1982. A nupcialidade da população portuguesa na segunda metade do século XIX. In Estudos de História de Portugal (Homenagem a A. H. Oliveira Marques). Vol.II. Lisboa: Estampa.


———. 1990. Family Policy in Portugal. In Family Policy in EC Countries, edited by W. Dumon. s/l: Comission of the European Communities.


———. 1993. O envelhecimento demográfico da população portuguesa no inicio dos anos 90. Economia e Sociologia 56 (5-25).


———. 1993. Relatório Situação Actual da Família Portuguesa. Lisboa: Direccção-Geral da Família.


Nazareth, J. M., and Fernando de Sousa. 1983. Demografia Portuguesa em Finais do Antigo Regime: aspectos sociodemográficos de Coruche. Cadernos da Revista História Económica e Social 4.


———. 1987. Demografia Portuguesa em Finais do Antigo Regime: Samora Correia em 1790. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.


Neves, Nuno André Rodrigues Baptista. 2007. A Família Muçulmana como promotora de valores identitários, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Nico, Magda Lalanda, and Elisabete Rodrigues. 2009. Organização do trabalho doméstico em casais homossexuais. CIES e-WORKING PAPER N.º 73/2009.


Nico, Magda e Elisabete Rodrigues. 2011. Organização do trabalho doméstico em casais homossexuai, Sociologia, Problemas e Práticas 65: 95-118.


Núncio, Maria José da Silveira Ferreira. 2001. Adolescência e família: a perspectiva de estudantes do secundário face à família, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


———. 2007. Mulheres em dupla jornada: a conciliação entre trabalho e família, Tese de Doutoramento. ISCSP, Lisboa.


Nunes, Cátia. 2009. Percursos migratórios no feminino: mulheres brasileiras em Portugal, Tese de Mestrado.UNL, Lisboa.


Nunes, Joana. 2005. Famílias Monoparentais, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Nunes, João Arriscado. 1986. On household composition in Northwestern Portugal: some critical remarks and case study. Sociologia Ruralis XXVI (1):48-69.


———. 1988. Les transformatins récents de la famille et du ménage au Portugal (1960-1980). In La Sociologie et les Noveaux Défis de la Modernisation, edited by A. Custódio Gonçalves, A. T. Fernandes and C. Lalive D'Epinay. Porto: AISLF/Secção de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


———. 1991. Com o mal ou com o bem, aos teus te atem: as solidariedades primárias e os limites da sociedade providência. Revista Crítica de Sociologia 42:5-25.


———. 1992. As teias da família: a construção interaccional das solidariedades primárias, Tese de Doutoramento em Sociologia. Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Coimbra.


———. 1992. As teias que a família tece: alguns problemas da investigação de campo em sociologia da família. Revista Crítica de Ciências Sociais 34:39-64.


———. 1993. As teias da família. Coimbra: Universidade de Coimbra.


———. 1993. A construção interaccional do espaço doméstico: a realização prática da divisão público/privado. In Estruturas Sociais e Desenvolvimento. Actas do II Congresso de Sociologia. Vol. II. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


———. 1995. Com mal ou bem, aos teus te atém: as solidariedades primárias e os limites da sociedade-providência. Revista Crítica de Ciências Sociais 42:5-26.


———. 2008. Os familiares de doentes e a emergência de novos actores colectivos no campo da saúde. In Saúde e Sociedade. Os contributos (in)visíveis da família, edited by AVV. Braga: Universidade do Minho.


Nunes, João Arriscado, and Albertino Ribeiro Gonçalves. 1986. Casa, comunidade e espaço institucional. Cadernos do Noroeste Abril:100-112.


Nunes, João Sedas, José Machado Pais, and Luísa Schmidt. 1989. Juventude Portuguesa - A Convivialidade e a Relação com os Outros. Lisboa: IJ/ICS-UL.



 

Oliveira, Clara. 2007. Para além do sangue: representações e práticas dos decisores de adopção, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Oliveira, Cristina, and Genoveva Falcão Borges. 1993. Estratégias famliares em Castanheira de Pera. In Estruturas Sociais e Desenvolvimento. Actas do II Congresso de Sociologia. Vol. II. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Oliveira, Isabel Tiago de. 2007. Fecundidade e Educação. Revista de Estudos Demográficos (40):5-20.


———. 2009. O Adiamento da Fecundidade em Portugal (1980-2008). Revista de Estudos Demográficos 46:17-38.


Oliveira, Maria Madalena Salgado. 2004. A paternidade e as práticas do cuidar - estudo exploratório nos primeiros dois meses após o parto, Tese de Mestrado em Estudos sobre as Mulheres.Universidade Aberta, Lisboa.


Oliveira, Paula Cristina Lima Alves. 2005. Viver no feminino: entre a família e o trabalho: em dois mundos sociais diferentes. Porto: Do autor.


Oliveira, Sónia. 2002. Famílias de Homossexuais, Tese de Mestrado.Universidade Aberta, Lisboa.


Oliveira-Formosinho, J. (Coord.). 2004. A Criança na Sociedade Contemporânea. Lisboa: Universidade Aberta.


O'Neill, Brian. 1978. Proprietários, Lavradores e Jornaleiras: desigualdade social numa aldeia transmontana. Lisboa: Publicações Dom Quixote.


———. 1983. Dying and inheriting in rural Trás-os-Montes. Journal of the Anthropological Society of Oxford XIV (1):44-74.


———. 1984. Family cycles and inheritance in rural Portugal. Peasant Studies 3:199-213.


———. 1985. Jornaleiros e zorros: dimensões de ilegitimidade numa aldeia transmontana -1870-1978. In Les Campagnes Portugaises de 1870 à 1930: image et realité, edited by A. A. Bourbon, and Paris: Fondation Calouste Gulbenkian/Centre Culturel Portugais.


———. 1987. Pull elia in the portuguese mountains: a comparative essay on kinship practices and family ideology. Sociologia Ruralis 4:278-303.


———. 1987. Social Inequality in a Portuguese Hamlet: Land, Late Marriage, and Bastardy 1870-1978. Cambridge: Cambridge University Press.


———. 1989. Célibat, bâtardise et hiérarchie sociale dans un hameau portugais. Études Rurales 113/114:37-86.


———. 1991. Morte social e linhas de família numa aldeia nortenha, 1870-1990. In Atitudes Perante a Morte, edited by A. M. Coelho. Coimbra: Livraria Minerva.


———. 1992. O casamento. In Tradições. Portugal Moderno - Enciclopédia Temática. Pomo I, edited by Pais de Brito. Lisboa: Edições Portugal Moderno.


———. 1995. Diverging biographies: two portuguese peasant women. Ethnologia Europea/Journal of European Ethnology XXV (2):97-118.


———. 1996. Práticas de sucessão em Portugal: panorama preliminar. Revista Lusitana 14/15.


———. 1997. Práticas de sucessão em Portugal: panorama preliminar. Tabalhos de Antropologia e Etnologia 37 (1-2):121-148.


Ornelas, Pedro. 1995. Os meios e vida e a reprodução da unidade doméstica numa povoação piscatória madeirençe: o Caniçal. Revista Islenha 16:121-150.


Osswald, Helena. 1990. Dowry, norms and household formation. A case study from North Portugal. Journal of Family History XV (2):201-224.


Pais, Elza. 1993. O Anúncio do Amor - Estratégias Matrimoniais do Mercado Paralelo. Forum Sociológico 2:119-134.

———. 1998. Homicídio Conjugal em Portugal: Rupturas Violentas da Conjugalidade. Lisboa: Hugin.


———. 1999. Espaço Doméstico e Violência. Espaços.Revista de Educação Social 0:11-15


Pais, Elza Maria Henriques Deus. 1996. Rupturas violentas da conjugalidade: os contextos do homicídio conjugal em Portugal, Tese de Mestrado. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


Pais, José Machado. 1985. De Espanha nem bom vento, nem bom casamento: Sobre o enigma sociológico de um provérbio português. Análise Social XXI (86):229-243.


———. 1985. Família, Sexualidade e Religão. Análise Social XXI (86): 345-389.


———. 1986. Artes de Amar da Burguesia. A Imagem da Mulher e os Rituais de Galanteria nos Meios Burgueses do Séc. XIX em Portugal. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1986. A imagem da mulher e os rituais de galanteria nos meios burgueses do séc. XIX em Portugal. Análise Social XXII (92-93):751-768.


———. 1989. Juventude Portuguesa. Situações, Problemas, Aspirações. Lisboa: Instituto da Juventude e Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1989. Juventude Portuguesa. Situações, Problemas, Aspirações - A Convivialidade e a Relação com os Outros. Lisboa: Instituto da Juventude e Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1991. Formas sociais de transição para a vida adulta: os jovens através dos seus quotidianos, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 1993. Culturas Juvenis. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.


———. 1993. Routes to Adulthood in a Changing Society: The Portuguese Experience. Journal of Education 8 (1):9-1.


———. 1994. Percursos para a vida adulta num contexto de mudança social: o caso ilustrativo de Portugal. In Jovens Europeus, Estudos da Juventude, edited by J. M. Pais. Lisboa: Instituto Português da Juventude e Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1995. Growing up on the EC periphery: Portugal. In Growing Up in Europe, edited by Lynne Chisholm, P. Krüger and M. du Bois-Raymond. Berlin e New York: Gruyter.


———. 1996. Jovens de Hoje e de Aqui. Resultados do Inquérito à Juventude do Concelho de Loures. Loures: Câmara Municipal de Loures.


———. 1997. A geração yô-yô: uma nova condição juvenil? In III Congresso Luso-Afro-Brasileiro Lisboa: Edições do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1997. Os Valores da Juventude Actual. In A Componente de Psicologia na Formação de Professores e Outros Agentes Educativos.VI Seminário Évora: Universidade de Évora, Departamento de Pedagogia e Educação.


———. 1998. A Condição Juvenil Portuguesa no virar do século: diversidades sociais, modos de vida e consciência histórica - jovens em trajectos de exclusão social. Revista Toxicodependências 2:35-44.


———. 1998. Jovens em trajectos de "exclusão social": estratégias de sobrevivência. In IV Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.


———. 1998. Los rasgos más importantes de la sociedad europea y la situación de los jóvenes en ella. Revista SINITE, Revista de Pedagogía Religiosa XXXIX (118):211-238.


———. 1998. Vida Amorosa e Sexual (Resultados de um Inquérito). In Gerações e Valores na Sociedade Portuguesa Contemporânea, edited by José Machado Pais. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais/Secretaria de Estado da Juventude.


———. 1999. Gerações e Valores na Sociedade Portuguesa Contemporânea. Lisboa: SEJ/ICS.


———. 1999. Traços e Riscos de Vida. Uma Aproximação Qualitativa a Modos de Vida Juvenis. Porto: Ambar.


———. 2002. Laberintos de vida: paro juvenil y rutas de salida (jóvenes portugueses). Revista de Estudios de Juventud 1 (56):87-101.


———. 2002. Modernised Transitions and Disadvantage Policies. In Misleading Trajectories. Integration Policies for Young Adults in Europe?, edited by AAVV. Alemanha: Leske e Budrich.


———. 2006. Buscas de si: expressividades e identidades juvenis. In Culturas Juvenis. Novos Mapas de Afecto edited by Maria Isabel Mendes deAlmeida and Fernanda Eugénio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.


———. 2006. O poder da linguagem no imaginário da sedução. Fortaleza: Pontes.

Pais, José Machado, David Cairns, and Lia Pappámikail. 2005. Jovens Europeus: um Retrato da Diversidade. Tempo Social 17 (2):109-140.


Pais, José Machado, and Lynne Chisholm. 1997. Jovens em Mudança. In Actas do Congresso Internacional: Growing Up Between Centre and Periphery. Lisboa: Edições do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Estudos e Investigações.


Pais, José Machado, and Vítor Sérgio Ferreira. 2001. Misleading Trajectories: Transition Dilemmas of Young Adults in Europe. Journal of Youth Studies 4 (1):101-118.


———. 2002. Transiciones Modernizadas y Políticas de Desvantaja: Paises Bajos, Portugal, Irlanda y Jóvenes Inmigrantes en Alemania. Revista de Estudios de Juventud 56:55 - 86.


———. 2005. Teen Life in Portugal. In Teen Life Around the World. Teen Life in Europe, edited by S. R. Steinberg. Westport Connecticut / Londres: Greenwood Press.


Pais, José Machado (Ed.). 1994. Jovens Europeus. Lisboa: Instituto Português da Juventude e Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 2002. Misleading Trajectories. Integration Policies for Young Adults in Europe? Alemanha: Leske e Budrich.

Pais, José Machado (Eds.). 2003. Families and Transitions in Europe: Survey Report of Young Adults in Education and Training Institutions. Ulster: University of Ulster.


Paiva, José Pedro de Matos. 1988. O papel dos mágicos nas estratégias do casamento e na vida conjugal na diocese de Coimbra. Revista Portuguesa de História 24:165-188.


Pappamikail, Lia. 2003. Family Dynamics and Relations. Belfast: University of Ulster.


———. 2004. Families and Transitions in Europe - WP3 and WP4, National Report Portugal. Lisboa: ICS.


———. 2005. Sentidos da la Edad Adulta: Juventud e Cambio Social en el Portugal Contemporáneo. Revista de Estudios de Juventud 71:41-54.


Pappámikail, Lia. 2004. Relações intergeracionais, apoio familiar e transições juvenis para a vida adulta em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas 46:91-116.


———. 2004. Transições para a vida adulta: Percepções e avaliações do apoio familiar. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


———. 2009. Juventude, Família e Autonomia - Entre a norma social e os processos de individuação, Tese de doutoramento. ICS-Universidade de Lisboa, Lisboa.


Paulus, Rita 2002. Descobrindo a sociedade rosa: um estudo sociológico sobre a conjugalidade homossexual masculina. In Actas do Colóquio Internacional “Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas” Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.


Pecegueiro, Cidália Vargas. 2008. Violência conjugal: representações e práticas em mulheres economicamente independentes, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Pedroso, João and Patrícia Branco. 2008. Mudam-se os tempos, muda-se a família. As mutações do acesso ao direito e à justiça de família e das crianças em Portugal, Revista Crítica de Ciências Sociais 82: 53-83.


Pereira, Anabela dos Santos. 1993. As solidariedades familiares em populações idosas: o estudo de duas comunidades: Campanário e Luz. Economia e Sociologia 56:51-75.


Pereira, Emília Maria dos Santos. 1989. Estratégias matrimoniais em Portugal: 1986: dados estatísticos. Lisboa: Direcção Geral da Família.


Pereira, Emília Maria dos Santos (coord.). 1989. O casamento em Portugal: 1986: dados estatísticos. Lisboa: Direcção Geral da Família.


Pereira, Emília Maria dos Santos .2000. Famílias monoparentais: abordagem quantitativa. Lisboa: Instituto para o Desenvolvimento Social.


Pereira, E. M. Santos, and Maria Adriana Lages da Silva. 1987. Família em Portugal: evolução recente da política do sector. Lisboa: Direcção-Geral da Família, Ministério do Emprego e da Segurança Social.


Pereira, Gaspar Martins. 1986. Estruturas familiares na cidade do Porto em meados do século XIX: a freguesia de Cedofeita, Tese de Mestrado. Universidade do Porto, Porto.


———. 1994. Housing, household and the family: the 'ilhas' of Porto at end of 19th century. Journal of Family History 3:213-236.

———. 1995. Famílias Portuenses na Viragem do Século (1880-1910). Porto: Afrontamento.


Pereira, Gaspar Martins, and Jorge F. Alves. 1990. Comportamentos nupciais na terra da Maia em fins do Antigo Regime. Cadernos de Ciências Sociais 8/9:31-44.


Pereira, Gaspar Martins, and Luís Grosso Correia. 1996. Casamento e condição social no Porto oitocentista. História 13:475-488.


Pereira, Maria do Mar. 2010. Os discursos de género: mudança e continuidade nas narrativas sobre diferenças, semelhanças e (des)igualdades entre mulheres e homens. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by KarinWall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Pereira, Virgílio Borges. 2005. Classes e culturas de classe das famílias portuenses Porto: Edições Afrontamento.


Pereirinha, José A., Manuela Arcanjo, and Daniel F. Carolo. 2009. Prestações Sociais no Corporativismo Português: a Política de Apoio à Família no Período do Estado Novo. Lisboa: GHES. Gabinete de História Económica e Social.


Perista, Heloísa. 2002 Género e trabalho não pago: os tempos das mulheres e os tempos dos homens. Análise Social XXXVII (163):447-474.


———. 1997. O Uso do Tempo. In Indicadores para a Igualdade - uma Proposta Inadiável. Lisboa: CIDM.


———. 1998. A Igualdade de Oportunidades Hoje e Balanço das Boas Práticas. In Igualdade de Oportunidades. Lisboa: CC FSE.


Perista, Heloísa 1999. Mulheres Imigrantes em Portugal: um Estudo de Caso relativo à Migração Intra-comunitária. In As Mulheres e o Estado, edited by Anne Cova and Maria Beatriz Nizza da Silva. Lisboa: CEMRI/Universidade Aberta.


Perista, Heloísa. 2000. EU Migrant Women: Migration, Family Life and Professional Trajectories. Papers: Revista de Sociologia 60:153-166.


———. 2000. Trabalho, Família e Usos do Tempo - uma questão de género. Sociedade e Trabalho 6:67-74.


———. 2010. Mulheres, homens e usos do tempo - quinze anos após a Plataforma de Acção de Pequim, onde estamos, em Portugal? Revista de Estudos Demográficos (47):47-64.


Perista, Heloísa, and Margarida Chagas Lopes. 1997. Trajectórias Familiares e Modos de Inserção Laboral das Mulheres - duas dimensões de uma mesma realidade. Lisboa: CITE.


Perista, Heloísa, and Margarida (coord.) Chagas Lopes. 1999. A Licença de Paternidade - Um Direito Novo para a Promoção da Igualdade. Lisboa: DEPP / CIDES.


Perista, Heloísa, and Maria das Dores Guerreiro. 2001. Trabalho e família. In Inquérito à ocupação do tempo: principais resultados. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística.


Perista, Heloísa, and Margarida Chagas Lopes. 1994. Opção trabalho/família ao longo do ciclo de vida. In Dinâmicas Multiculturais: novas faces, outros olhares. Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.


Perista, Heloísa, and Fernando Luís Machado. 1997. Femmes Immigrées au Portugal: Identités et Différences. Migrations-Société 9:91-103.


Perista, Heloísa, Sandra Maximiano, and Fátima Freitas. 2000. Família, género e trajectórias de vida: uma questão de (usos do) tempo. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos Universidade de Coimbra: APS.


Perista, Heloísa (coord.). 1999. Os Usos do Tempo e o Valor do Trabalho - uma Questão de Género. Lisboa: DEPP / CIDES.


Perista, Heloísa (coord.), and Pedro Perista. 1998. A Mulher e a Riqueza: o Poder de a Gerar, a Impossibilidade de a Gerir. Lisboa: Departamento Nacional das Mulheres do Partido Socialista.


Perista, Heloísa Perista, Pedro. 2012. Género e Envelhecimento: Planear o Futuro Começa Agora! Estudo de diagnóstico, Lisboa: Comissão para Cidadania e Igualdade de Género.


Pimenta, M. M. Alves. 1918. Os nossos inquéritos. Boletim da Sociedade Portuguesa de Sciência Social 3/4:57-64.


Pimentel, Irene F. 1999. A assistência social e familiar do Estado Novo nos anos 30 e 40. Análise Social XXXIV (151-152) (2.º-3.º):477-508.


Pimentel, Luísa. 2001. O lugar do idoso na família: contextos e trajectórias. Coimbra: Quarteto.


———. 2007. A prestação de cuidados a pessoas idosas dependentes: uma análise das relações familiares intergeracionais e de germanidade, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


Pinto, José Madureira. 1985. Estruturas Sociais e Políticas Simbólico-Ideológicas nos Campos. Lisboa: Afrontamento.


Pinto, Manuel, and Sarmento Manuel. 1997. A infância como construção social. In As crianças: contextos e identidades, edited by Manuel Pinto and Manuel Sarmento. Braga: Universidade do Minho. Centro de Estudos da Criança. Edições Bezerra.


Pinto, Manuel, and Manuel Sarmento. 1997. As crianças e a infância: definindo conceitos, delimitando o campo. In As Crianças: contextos e identidades, edited by Manuel Pinto and Manuel Sarmento. Braga: Universidade do Minho. Centro de Estudos da Criança. Edições Bezerra.


———. 1997. As crianças, contexto e identidades. Braga: Universidade do Minho/Centro de Estudos da Criança.


Piselli, Fortunata. 1995. A sociedade-providência na esfera económica. Revista Crítica de Ciências Sociais 42:105-124.


Poinsard, Léon. 1910. Le Portugal inconnu. Paris: Boreaux de La Science sociale.


Ponte, Cristina. 2011. Uma geração digital? A inluência familiar na experiência mediática de adolescentes, Sociologia, Problemas e Práticas 65: 31-50.


Portugal, Sílvia. 1995. As mãos que embalam o berço: um estudo sobre redes informais de apoio à maternidade. Revista Crítica de Ciências Sociais 42:155-178.


———. 1996. A família e o Estado nos cuidados das crianças. Interacções 3.


———. 1998. Women, Childcare and Social Networks. In Shifting Bonds, Shifting Bounds: Women, Mobility and Citizenship in Europe, edited by Virgínia Ferreira, T. Tavares and Sílvia Portugal. Lisboa: Celta editora.


———. 1999. Family and Social Policy in Portugal. International Journal of Law, Policy and the Family 13:235-246.


———. 2000. A Igualdade nas Políticas de Família. Um estudo de caso sobre o Ano Internacional da Família. Revista da Associação Portuguesa de Estudos 2:175-189.


———. 2000. Retórica e acção governativa na área das políticas de família desde 1974. Revista Crítica de Ciências Sociais 56:81-92.


Portugal, Sílvia 2003. De que falamos quando falamos de violência doméstica? In A Sexologia. Perspectiva Multidisciplinar, edited by Lígia Fonseca, C. Soares and J. M. Vaz. Coimbra: Quarteto.


Portugal, Sílvia. 2004. As coisas, os modos e os laços: O papel das redes informais na provisão de recursos. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


———. 2006. Novas Famílias, Modos Antigos. As redes sociais na produção de bem-estar, Tese de Doutoramento em Sociologia. Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra Coimbra.


_____. 2014. Famílias e Redes Sociais: Ligações Fortes na Produção de Bem-Estar. Coimbra: Almedina.

 

Portugal, Sílvia, and Pedro Hespanha. 2002. A transformação da Família e a Regressão da Sociedade-Providência. Porto: Comissão de Coordenação da Região Norte.

 


 

Quelhas, Ana Paula. 2001. A Refundação do Papel do Estado nas Políticas Sociais. Coimbra: Almedina.


 

Ramos, Maria Fernanda Mendes Rebelo Teixeira Ferreira. 1995. Crianças, pais, televisão, Tese de Mestrado. ICS. Universidade de Lisboa, Lisboa.


Raposo, Sofia. 2004. Modelos de estado providência e formas de organização da vida familiar, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Rei, Ana Cristina Conceição Valente. 2009. O poder das crianças: estratégias de influência na perspectiva das mães, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Reis, Elisabeth. 1990. Os tempos e o quantum do declínio da fecundidade em Portugal: análise dos intervalos entre nascimentos. In Actas do I Congresso de Sociologia. A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Lisboa: APS/Editorial Fragmentos.


Reis, M. Luísa Braula. 1984. A Evolução das Estruturas Familiares em Portugal. Estudos e Documentos ICS 11.


Ribeiro, Eunice. 2009. Relação família-escola, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Ribeiro, M. Manuela Macedo. 1992. Estratégias de reprodução sócio-económica das unidades familiares camponesas em regiões de montanha (Barroso, 1940-1990): um estudo de Sociologia em que as mulheres também contam, Tese de Doutoramento. Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.


Ribeiro, Silvana Mota. 2002. Retratos de mulher: construções sociais e representações visuais do feminino, Tese de Mestrado. Universidade do Minho, Braga.


Riegelhaupt, J. 1967. Saloio women: an analysis of informal and formal political and economic roles of portuguese peasant women. Antropological Quartely 40:109-126.


Rocha, Gilberta, and Rolando Lalanda. 1988. La famille açoréenne au xxème siècle: une aproche démographique. In La Sociologie et les Noveaux Défis de la Modernisation, edited by A. C. Gonçalves and C. L. D'Epinay. Porto: AISLF/Secção de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


Rodrigo, Isabel. 1992. Da terra à profissão: decisão, identidade social e agriculturas familiares, Tese de Doutoramento. Instituto Superior de Agronomia. Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa.


Rodrigues, Eduardo Vítor. 2010. O Estado e as políticas sociais em Portugal, Sociologia XX: 191-230.


Rodrigues, Eduardo, Margarida Barroso, and Ana Caetano. 2010. Trabalho, família e bem-estar: factores e padrões de qualidade de vida na Europa. CIES e-WORKING PAPER N.º 93/2010.


Rodrigues, Eduardo, Florbela Samagaio, Hélder Ferreira, Maria Manuela Mendes, and Susana Janudrio. 1999. Políticas Sociais e Exclusão em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas 31:39-67.


Rodrigues, Henrique Fernandes. 1995. Emigração familiar e reemigração para o Brasil na 1ª metade do século XIX. Actas do Colóquio Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. In Dinâmicas Multiculturais: novas faces, outros olhares. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais. Universidade de Lisboa.


Rodrigues, Julieta de Almeida. 1983. Continuidade e mudança nos papéis das mulheres urbanas portuguesas: emergência de novas estruturas familiares. Análise Social XIX (77-78-79):909-938.


Rodrigues, Maria Joana Pinto. 2000. “Já não tenho família ...” In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


Rodrigues, Teresa Ferreira. 1985. Para o estudo dos róis de confessados: a freguesia de Santiago em Lisboa (1630-1680). Nova História 3/4:79-104.


Rodrigues, Teresa Manuela Pires. 2005. As vivências e os percursos das mães adolescentes de grupos desfavorecidos, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Rosa, Maria João Valente. 1993. O desafio social do envelhecimento demográfico. Análise Social XXVIII (3):679-689.


———. 2000. Notas Sobre a População: A quebra do número de casamentos. Análise Social 156 (35):791-796.


———. 2002. Notas sobre a população - os homens e as mulheres perante o casamento. Análise Social XXXVII (163):667-672.


Rosa, Maria João Valente Rosa , and Paulo Chitas. 2010. Portugal: os números. Lisboa: Relógio d'Água Editores.


Rosa, Rodrigo. 2002. Escolha do cônjuge em Portugal. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2004. Escolha do cônjuge e locais de encontro. In Actas do V Congresso Português de Sociologia - Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


———. 2005. A escolha do cônjuge. In Famílias em Portugal - Percursos, Interaccões, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2008. Escolha do Cônjuge e Modos de Construção da Distância Social no Casal, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 2013. Casamento e Desigualdade. Uma Análise da Diferenciação Social no Casal. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Rosa, Victor M. Pereira da, and Salvato Trigo. 1986. Elementos para uma caracterização da família imigrante portuguesa na África do Sul. Economia e Sociologia 41:61-71.


Rowland, Robert. 1981. Âncora e Monteria, 1827: duas freguesias do Noroeste segundo os livros de registo das companhias de ordenanças. Studium Generale - Estudos Contemporâneos 2/3:199-242.


———. 1984. Sistemas familiares e padrões demográficos em Portugal: questões para uma investigação comparada. Ler História 3 (24):13-32.


———. 1986. Demographic patterns and rural society in Portugal: implications of some recent research. Sociologia Ruralis 1:36-47.


———. 1989. Sistemas matrimoniais na península Ibérica: uma perspectiva regional. Estudos Econômicos 3:497-553.


———. 1997. População, Família, Sociedade: Portugal, Séculos XIX-XX. Oeiras: Celta Editora.


Ruivo, Irina da Conceição Coelho. 2007. Maternidade na Adolescência - Quando as bonecas são de verdade, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.

 


 

Sá, Isabel de Guimarães. 1992. A circulação de crianças na Europa Meridional do século XVIII: o exemplo da "casa da roda" do Porto. Boletin de la Asociación de Demografia Histórica X (3):115-123.


———. 1992. The circulation of children in eighteenth century Southern Europe: the case of the foundling hospital of Porto, Tese de Doutoramento. Instituto Universitário Europeu.


Santos, Ana Catarina. 2004. Casamentos Mistos, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 2012. “Entre duas mulheres isso não acontece” – Um estudo exploratório sobre violência conjugal lésbica, Revista Crítica de Ciências Sociais 98: 324.


Santos, Ana João, Rita Nicolau, Ana Alexandre Fernandes and Ana Paula Gil. 2012. Prevalência da violência contra as pessoas idosas. Uma revisão crítica da literatura, Sociologia, Problemas e Práticas 72: 53-77.

 

Santos, Armindo dos. 1992. Heranças: estrutura agrária e sistema de parentesco numa aldeia da Beira Baixa. Lisboa: D. Quixote.


Santos, António João de Brito P. dos. 1992. A família no universo simbólico dos universitários de Évora. Economia e Sociologia 54:53-67.

 

Santos, Cecília Mac Dowell, Ana Cristina Santos, Madalena Duarte and Teresa Maneca Lima. 2009. Homoparentalidade e desafios ao direito: O caso Silva Mouta na justiça portuguesa e no Tribunal Europeu de Direitos Humanos, Revista Crítica de Ciências Sociais 87: 43-68.


Santos, Filomena. 1995. Infidelidade Conjugal - Classe Social e Género, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


———. 1996. Infidelidade Conjugal: Classe Social e Género. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia Lisboa: Celta/APS.


———. 2002. Sem cerimónia nem papéis: uma análise da coabitação em Portugal. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Santos, Filomena 2007. Sem cerimónia nem papéis: um estudo sobre as uniões de facto em Portugal, Tese de Doutoramento. Universidade da Beira Interior, ISCTE, Lisboa.


Santos, Filomena. 2008. Perfis de Coabitação no Portugal Contemporâneo. In Actas do VI Congresso Português de Sociologia. Mundos Sociais: Saberes e Práticas: Universidade Nova de Lisboa.


Santos, Gina Gaio, and Carlos Cabral - Cardoso. 2002. A carreira académica e a relação trabalho e família: uma análise exploratória. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Santos, José António Amaral. 1994. Trabalho, família e exploração agrícola: um modelo de análise do trabalho na articulação família/exploração, Tese de Mestrado. Instituto Superior de Agronomia. Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa.


Santos, Maria de Lourdes Lima dos. 1969. Família e socialização: um aspecto da evolução social contemporânea. Análise Social 25/26:67-84.


———. 1970. Contribuição para uma análise sociográfica da família em Portugal. Análise Social 29:41-95.


Santos, Maria Helena e Lígia Amâncio. 2014. Sobreminorias em profissões marcadas pelo género: consequências e recções. Análise Social XLIX (3): 701-726.


Santos, Susana Costa. 2002. A maçã de Eva: formas de conjugalidade no cinema português contemporâneo. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


São José, José. 1997. Doença Mental em Casa, Trancas na Porta: Um estudo sociológico sobre o suporte social das famílias de pessoas com esquizofrenia, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


———. 2009. Cuidar de um familiar idoso dependente: trajectórias de cuidar e seus significados, Tese de Doutoramento. ICS-UL, Lisboa.


———. 2012. A divisão dos cuidados sociais prestados a pessoas idosas. Complexidades, desigualdades e preferências, Sociologia, Problemas e Práticas 69: 63-85.


São José, José, and Karin Wall. 2004. Trabalhar e cuidar de um idoso dependente: Problemas e soluções. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho.


———. 2006. Trabalhar e Cuidar de um Idoso Dependente: Problemas e Soluções. Cadernos Sociedade e Trabalho. Protecção Social 7:119-154.


São José, José, Karin Wall, and Sónia Vladimira Correia. 2002. WP4 Care arrangements in immigrant families.National report: Portugal. Lisboa: ICS/SOCCARE Project Report 4.4.


São José, José and Ana Rita Teixeira. 2014. Envelhecimento ativo: contributo para uma discussão crítica, Análise Social, XLIX (210): 28-54


Sarmento, Manuel , and Fátima Veiga, eds. 2010. A pobreza das crianças. Realidades, desafios, propostas, Debater o social, 6. Vila Nova de Famalicão: Húmus.


Sarmento, Manuel Jacinto. 2000. Sociologia da infância: correntes, problemáticas e controvérsias. Sociedade e Cultura. Cadernos do Noroeste, Série Sociologia 2:145-165.


———. 2002. Infância, Exclusão Social e Educação como Utopia Realizável. Educação, Sociedade e Culturas 17:13-32.


———. 2002. O Trabalho Infantil como Mau -Trato. In Violência e Vítimas de Crimes. Vol 2: Crianças, edited by Carla Machado and Rui Abrunhosa Gonçalves. Coimbra: Quarteto.


———. 2003. O que cabe na mão... Proposições sobre políticas integradas para a infância. In Perspectivas sobre a Inclusão: da Educação à Sociedade, edited by D. Rodrigues. Porto: Porto Editora.


———. 2004. As Culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade. In Crianças e Miúdos. Perspectivas sociopedagógicas sobre infância e educação, edited by Manuel Jacinto Sarmento and Ana Beatriz Cerisara. Porto: Asa.


Sarmento, Manuel Jacinto, and Rita de Cássia Marchi. 2008. Radicalização da infância na segunda modernidade. Para uma Sociologia da Infância crítica. Configurações - Revista de Sociologia 4:91-114.


Schmidt, Luísa. 1990. Jovens: Família, dinheiro e autonomia. Análise Social 108/109: 645-673.


Schouten, Maria Johanna e Sandra Dionízio. 2007. Conciliação da vida familiar e actividade profissional: o caso português. Sociedade e Trabalho 33: 81-100.


Seabra, Teresa. 1994. Estratégias familiares de socialização das crianças: etnicidade e classes sociais, Tese de Mestrado. ISCTE Lisboa.


———. 1997. Estratégias familiares de educação das crianças. Sociologia, Problemas e Práticas 23:49-70.


———. 2002. Educação das crianças nas famílias: o que dizem as crianças e as famílias. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Sebastião, João. 1996. Crianças da rua: marginalidade e sobrevivência. Sociologia, Problemas e Práticas 19:83-107.


Silva, Álvaro Fereira da. 1987. Família e trabalho doméstico no 'hinterland' de Lisboa (1763-1810). Análise Social 97:531-562.


———. 1989. A família mediterrânica: um trajecto bibliográfico. Penélope 3:110-127.


———. 1989. A solução de um paradoxo entre duas abordagens da família: a composição do grupo doméstico e as trajectórias familiares. Ler História 29:45-66.


———. 1993. Propriedade, Família e Trabalho no 'Hinterland' de Lisboa (Oeiras, 1738-1811). Lisboa: Cosmos.


Silva, Cristina Santos. 1998. A complexidade Familiar: processos de formação, estratégias e solidariedades dos grupos domésticos em Alfama, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


———. 2000. A complexidade familiar em Alfama. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


———. 2001. Famílias de Alfama : dinâmicas e solidariedades familiares num bairro histórico de Lisboa. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.


———. 2001. Famílias de Alfama. Dinâmicas e Solidariedades Familiares num Bairro Histórico de Lisboa. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2002. A família “ainda” é o mais importante: relações familiares e solidariedades nos meios populares. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Silva, Francisco Vieira da. 2007. Família, individualização e experiências da homossexualidade em Portugal, Tese de mestrado. ICS, Lisboa.


Silva, Luísa Ferreira da. 1989. L'agression physique envers l'épouse. Etude de sociopathologie familiale réalisée dans la societé portugaise, Tese de Doutoramento. EHESS, Paris.


———. 1990. Sexualité, Mariage et Famille, les Valeurs et les Genérations. Annales Médico-psychologiques 148 (9):759-764.


———. 1991. O direito de bater na mulher - violência interconjugal na sociedade portuguesa. Análise Social XXVI (2):385-397.


———. 1991. O Direito de Bater na Mulher - Violência Interconjugal na Sociedade Portuguesa. Análise Social XXVI (2):385-397.


———. 1992. As Gerações e os Valores nos Universitários e respectivos Pais. Psicologia VIII (3):339-352.


———. 1992. Considerações Sociais sobre o Mau Trato às Criança. Nascer e Crescer 1 (3):169-171.


———. 1992. La Violence Inter-Conjugale dans la Famille Portuguaise. Revue Internationale de Criminologie et de Police Technique 1:17-28.


———. 1993. Estudos sobre a Mulher Portuguesa na Perspectiva Psico-Social. Lisboa: CIDM, Caderno Condição Feminina nº 38.


Silva, Luisa Ferreira da. 1995. Entre marido e mulher alguém meta a colher. Celorico de Basto: À Bolina. Colecção das Mulheres e dos Homens.


Silva, Luísa Ferreira da. 1995. Entre Marido e Mulher alguém meta a Colher. Porto: Edições À Bolina.


———. 1995. Jovens e aprendizagem da violência em família: filho de peixe sabe nadar. Análise Psicológica 1/2:157-162.


———. 1996. Rosa Cor de Azul - Projecto De Busca de Uma Pedagogia da Igualdade. Lisboa: CIDM, Colecção Informar as Mulheres.


———. 1999. Violência Física contra a Mulher no Casal: um Problema só dos Outros. Espaço S - Revista de Educação Social 0:29-32.


Silva, Luísa Ferreira da (org). 2001. Acção Social na Área da Família. Lisboa: Universidade Aberta


Silva, Manuela. 1963. Transformação social das estruturas familiares. Análise Social 3:471-474.


Silva, M. 1983. O emprego das mulheres em Portugal. A mão invisível da discriminação sexual no emprego. Porto: Afrontamento.


Silva, Maria Beatriz Nizza da. 1984. A legislação pombalina e a estrutura da família no final do antigo regime português. In Portugal Revisitado. Lisboa: Estampa.


———. 1995. História da família: tendências e metodologias. Ler História 29:19-24.


Silva, Manuel Carlos. 1997, Constrangimentos e Estratégias Camponesas no Noroeste de Portugal, Porto, Afrontamento.


Silva, Manuel Carlos. 2004. Desigualdades de género: esboço por um mapa proteórico. Configurações - Revista de Sociologia 4:65-90.


Silva, Manuel Carlos Ferreira da Silva. 1994. Resistir y adaptar-se: constreñimentos y estrategias campesinas en el noroeste de Portugal, Tese de Doutoramento. Universidade de Amsterdão, Amsterdão.


Silva, Marisa Matias Carvalho. 2007. Vida Profissional e familiar: Padrões de Conflito e Facilitação na Gestão de Múltiplos Papéis, Tese de Mestrado. Universidade do Porto. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Porto.


Silva, R. Z. Moreira da. 1976. Geografia agrária da área das doacções (1928-1966). Finisterra 22:228-256.


Silva, Sara Andreia Reboredo. 2007. Redes de solidariedade familiar. Uma perspectiva comparada: a Europa do Norte e a Europa do Sul, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Silva, Tânia Raquel Crispim Conceição. 2007. Como é que corre o processo de transição para a vida adulta ao nível da autonomização residencial?, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Sobral, José Manuel. 1993. Trajectos: produção e reprodução da sociedade. Família, propriedade, estrutura social numa freguesia rural, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 1994. Memória, família, classe, na construção de identidades sociais. Dados de um estudo de caso. In Dinâmicas Multiculturais: novas faces, outros olhares. Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Lisboa: ICS.


Sousa, Ana Teresa Santos de. 2000. Como se fora seu filho: representações da família e do parentesco em processos de adopção em Portugal, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Sousa, Elisabeth. 1991. Família e trabalho. Organizações e Trabalho 5/6:63/74.


Sousa, Fernando de. 1979. A população portuguesa nos inícios do século XIX, Tese de Doutoramento. Faculdade de Letras do Porto, Porto.


Sousa, Liliana , Sofia Rodrigues, Patrícia Grilo, and Pedro Hespanha. 2007. Famílias Pobres: Desafios à Intervenção Social. Lisboa: Climepsi.


Sposati, Aldaiza, and Fernanda Rodrigues. 1995. Sociedade providência: uma estratégia de regulação social consentida. Revista Crítica de Ciências Sociais 42:77-104.


Sung, Sirin; Guerreiro, Maria D. 2011. Standardization or Diversity in European Welfare Regimes? The Case of Work-Family Policies in the UK and Portugal.  In Max Koch, Lesley McMillan and Bram Peper (eds.), Diversity, Standardisation and Social Transformation: Gender, Ethnicity and Inequalities in Europe. Surrey: Ashgate, 77-95.

 

  


 Teixeira, Catarina Maria Rodrigues de Silva. 2007. Vozes dos adoptados - percepções, sentimentos, experiências, representações e expectativas de homens e mulheres que foram adoptados, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Torres, Anália. 1987. Amores e Desamores - para uma análise sociológica das relações afectivas. Sociologia, Problemas e Práticas 3:21-33


———. 1987. Mulheres, Divórcio e Mudança Social. Sociologia, Problemas e Práticas 2:117-156.


———. 1988. Análise Sociográfica do Divórcio em Portugal. Lisboa: Direcção Geral da Família, Ministério do Trabalho e da Segurança Social.


———. 1989. Mulheres Divorciadas: um contributo para o estudo dos processos de mudança na família. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia. Lisboa: APS/Editorial Fragmentos.


———. 1990. Fatalidade, culpa, desencontro: formas de ruptura conjugal, Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica. ISCTE, Lisboa.


———. 1992. Fatalidade, Culpa e Desencontro. Formas da ruptura conjugal. Sociologia, Problemas e Práticas 11:43-62.


———. 1992. Fatalité, faute, désamour: formes de la rupture conjugale. In Familles et Contextes Sociaux: les espaces et les temps de la diversité. Actes du Colloque de Lisbonne. Lisboa: CIES/AISLF.


———. 1995. Família. In Introdução à Sociologia, edited by João Ferreira de Almeida. Lisboa: Universidade Aberta.


———. 1995. Trajectos, conversas e silêncios conjugais. In Dinâmicas Multiculturais: novas faces, outros olhares. Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.


———. 1995. Travail féminin et relations conjugales - quelques exemples des interinfluences entre sphère privée et sphère publique. In La Place des Femmes, edited by EPHESIA. Paris: Éditions La Découverte.


———. 1996. Casamento em Portugal - Entre o Sim e o Por Que Não? . In Actas II Congresso Luso - Afro - Brasileiro de Ciências Sociais. Dinâmicas Multiculturais, Novas Faces, Outros Olhares. Lisboa.


Torres, A. 1996. Casamento em Portugal - entre o sim e o porque não? In Dinâmicas multiculturais. Novas faces, outros olhares. Vol. II. Lisboa: ICS-Ul.


Torres, Anália. 1996. Casar por que não? Práticas e perspectivas de jovens portugueses sobre o casamento e a família. In Jovens em mudança. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


———. 1996. Divórcio em Portugal, Ditos e Interditos: Uma Análise Sociológica. Oeiras: Celta Editora.


———. 1996. Família. In Jovens de Hoje e de Aqui. Loures: Câmara Municipal de Loures. Cadernos Estudos Locais.


———. 1996. Os jovens e a família. In Jovens de hoje e de aqui: resultados do inquérito à juventude do Concelho de Loures, edited by João Ferreira de Almeida. Loures: Câmara Municipal de Loures.


———. 2000. Casamento: conversa a duas vozes e em três andamentos. A relação entre a vida conjugal e o trabalho. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: Associação Portuguesa de Sociologia.


———. 2000. A Individualização no Feminino, o Casamento e o Amor. In Família e Individualização, edited by Clarice Ehlers Peixoto, F. d. Singly and Vincenzo Chiccelli. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas.


———. 2001. Casamento e género: mudança nas famílias contemporâneas a partir do caso português. Revista Intersecções 3:53-70.


———. 2001. Sociologia do Casamento. A Família e a Questão Feminina. Oeiras: Celta Editora.


———. 2002. Casamento em Portugal. Uma Análise Sociológica. Oeiras: Celta Editora.


———. 2002. Casamento: conversa a duas vozes e em três andamentos. Análise Social XXXVII (163):569-602.


———. 2002. A sociologia da família, a questão feminina e o género. Ex Aequo 6:117 - 145.


———. 2003. Amor e Ciências Sociais. In As Linguagens da Lusofonia. Actas do VII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro.


———. 2003. Famiglia, Matrimonio e divorzio in Portogallo: tendenze contemporanea. In La Famiglia in Europa, edited by G. Rossi. Roma: Carocci Editore.


———. 2004. Amor e Ciências Sociais. Revista Travessias.Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais 4/5:15-45.


———. 2004. Vida Conjugal e Trabalho. Uma perspectiva sociológica. Oeiras: Celta.


———. 2005. Casamento: tempos, centramento, gerações e género. Caderno CHR 17 (42):405-429.


———. 2006. Work and family in Portugal. In Reconciling Family and Work: New Challenges for Social Policies in Europe, edited by Giovana Rossi. Milano: Franco Angeli.


———. 2008. Women Gender and Work. The portuguese in the context of the European Union. International Journal of Sociology 38 (4):36-56.


———. 2010. O privado na agenda pública. Lição de síntese apresentada no âmbito das provas de agregação em sociologia. Lisboa: ISCTE-IUL.


———. 2010. Sociologia da Família Teorias e Debates. Relatório da unidade curricular apresentado no âmbito das provas de agregação em sociologia. Lisboa: ISCTE-IUL.


Torres, Anália, Katharina Boela-Woelki, and Guilherme Oliveira. 2008. Nova lei do Divórcio. Lisboa: Grupo Parlamentar do Partido Socialista.


Torres, Anália, et al. 2006. Atitudes e valores dos Europeus: a perspectiva do género numa análise transversal. In Contextos e Atitudes e Sociais na Europa. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2006. European attitudes and values: the perspective of gender in a transverse analysis. Portuguese Journal of Social Science 5 (3):179-214.


———. 2007. Os valores têm sexo? In Quotidiano e Qualidade de Vida, edited by Maria das Dores Guerreiro, A. Torres and Luís Capucha. Oeiras: Celta Editora.


———. 2009. Do European Values Have a Sex? In Welfare and Everyday Life, edited by Maria das Dores Guerreiro, A. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Torres, Anália, Rui Brites, Coelho, and  Bernardo Cardoso. 2007. New meanings of the family on the swing with work: an European overview. In Actas da II ESRA International Conference. Prague: ESRA International Conference.


Torres, Anália, et al. 2007. A emergência de novos sentidos da família e a importância dos contextos institucionais. In Actas do II Congresso Família, Saúde e Doença. Braga: Universidade do MInho.


Torres, Anália , et al. 2008. Família na Europa: entre novos sentidos e velhas tensões. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Lisboa: APS.


Torres, Anália, et al. 2009. Renegociando as relações de género no cenário da vida familiar e profissional. In Actas do X Congresso Luso-Afro-Brasileiro. Braga: Universidade do Minho.


Torres, Anália, Rui Brites, and Bernardo Coelho. 2009. Family and Gender in Europe: trends of convergence and divergence comparing countries. In 9th ESA Conference. Lisboa: Actas da 9th ESA Conference (CD-Rom).


Torres, Anália, et al. 1999. Políticas Sociais e a questão do acolhimento das crianças em Portugal. Revista Cadernos de Política Social Redes e Políticas de Solidariedade:14-35.


Torres, Anália, and Bernardo Coelho. 2009. Gender, work and family: Fast Forward or Replay? In 9th ESA Conference. Lisboa: Actas da 9th ESA Conference (CD-Rom).


Torres, Anália, Maria das Dores Guerreiro, and Luís Capucha. 2007. Quotidiano e Qualidade de Vida. Oeiras: Celta.


Torres, Anália , Maria das Dores Guerreiro, and Luís  Capucha (org.). 2009. Welfare and Everyday Life (Portugal in the European Context). Lisboa: Celta.


Torres, Anália, Maria das Dores Guerreiro, and Cristina Lobo. 2007. Famílias em mudança. Configurações, valores e processos de recomposição. In Quotidiano e Qualidade de Vida. Oeiras: Celta Editora.


Torres, Anália , Maria das Dores Guerreiro, and Cristina Lobo. 2009.Changing families: configurations, values and recomposition processes. In Welfare and Everyday Life, edited by Maria das Dores Guerreiro, A. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Torres, Anália, et al. 2007. Time Use, Work Life Options and Preferences Over the Life Course in Europe. Luxembourg: Office for Official Publications of the European Communities.


Torres, Anália, and Cristina Lobo. 1984. Do Movimento Pró-Divórcio à Legislação de 1975/76. Lisboa: CIES.


———. 1985. Vidas Íntimas e Histórias Públicas: o divórcio na I Républica. Lisboa: CIES.


Torres, Anália , and Ana C. Marques. 2009. There's no example for parenting, we always fail: dilemmas of parenthood in the beginning of the XXI century. In 9th ESA Conference. Lisboa: Actas da 9th ESA Conference (CD-Rom).


Torres, Anália , Ana C. Marques, and Diana Maciel. 2008. Trabalho, família, género e políticas sociais. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Lisboa: APS.


Torres, Anália , et al. 2004. Atitudes e valores dos Europeus: a perspectiva do género. In Actas do V Congresso Português de Sociologia.Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Torres, Anália, et al. 2004. Famílias no contexto europeu. Alguns dados recentes do European Social Survey. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Torres, Anália, Rita Mendes, and Tiago Lapa. 2006. Família e Trabalho na Europa. In Novas conciliações e antigas tensões?, edited by Clara Araujo, F. Picanço and Celi Scalon. S. Paulo: EDUSC.


Torres, Anália, Rita Mendes, and Tiago Lapa. 2006. Famílias na Europa. In Contextos e Atitudes e Sociais na Europa. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Torres, Anália, Rita Mendes, and Tiago Lapa. 2008. Families in Europe. Portuguese Journal of Social Sciences 7 (1):49-84.


Torres, Anália, et al. 2000. Men and Women between family and work in Portugal. Tilburg: Tilburg University.WORC Work and Organisation Research Center.


Torres, Anália, and Francisco V. Silva. 1998. Guarda das crianças e divisão do trabalho entre homens e mulheres. Sociologia, Problemas e Práticas 28:6-95.


Torres, Anália, et al. 2001. Trabalho e Vida Familiar: problemas, soluções e perplexidades. Cadernos de Política Social Redes e Políticas de Solidariedade 2-3:29-48.


Torres, Anália , et al. 2000. Porque não se revoltam as mulheres? Resultados de uma pesquisa nacional sobre a divisão do trabalho entre os sexos. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


Torres, Anália, Margarida Timóteo, and Cristina Lobo. 1985. Segredos e Virtudes nas Revistas Maria e Crónica Feminina. Lisboa: CIES.


Torres, Anália, et al. 2004. Homens e Mulheres entre Família e Trabalho. Lisboa: CITE. Estudos 1.


Torres, Anália Cardoso, and Ana Mocuixe Moura. 2004. Ideais simétricos e práticas desiguais: Conjugalidades em Lisboa e no Porto. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Torres, Anália , et al. 2000. Redes de Solidariedade, Equipamentos Socio-educativos e de Guarda das Crianças e Políticas Sociais: uma Perspectiva Nacional. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.

Troncho, Mafalda 2001. Trabalho Feminino e Igualdade de Oportunidades nas Empresas, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.

 

 


 

Vala, Jorge, Manuel Villaverde Cabral, and (Org.) Alice Ramos. 2003. Atitudes Sociais dos Portugueses V - Valores Sociais: mudanças e contrastes em Portugal e na Europa. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Valagão, Maria Manuel. 1990. Práticas alimentares numa sociedade em mudança, Tese de Doutoramento. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.


Varela, Maria Catarina Pires. 2006. Filhos de pais separados: trajectórias, dinâmicas familiares e contextos sociais, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Vasconcelos, Maria Raquel de Serpa. 1995. Mulheres mães de famílias monoparentais: representações sociais e estratégias de vida. In Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Dinâmicas Multiculturais: novas faces, outros olhares. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.


Vasconcelos, Pedro. 1996. Estratégias e Projectos Familiares de Mobilidade Social em Contexto Rural. In Actas do III Congresso de Sociologia. Práticas e Processos da Mudança Social Lisboa: Celta/APS.


———. 1998. Vida familiar. In Gerações e Valores na Sociedade Portuguesa Contemporânea, edited by José Machado Pais. Lisboa: ICS, SEJ.


———. 2002. Redes de apoio familiar e desigualdade social: estratégias de classe. Análise Social XXXVII (163):507-544.


———. 2002. Redes de Entreajuda Familiar no Portugal Contemporâneo, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


———. 2003. Famílias complexas: tendências de evolução. Sociologia, Problemas e Práticas 43:83-96.


———. 2004. Entreajuda e convivialidade em Portugal Continental. A integração da família nuclear em redes de parentesco e amicais. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Vasconcelos, Pedro, Anália Torres, José Luís Castro, Sofia Aboim, and Francisco Silva. 1999. Políticas Sociais e a Questão do Acolhimento das Crianças em Portugal. Cadernos de Políticas Sociais 1:43-90.


Vasconcelos, Pedro Coito. 2005. Redes Sociais de Apoio. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Vicente, A. 1998. Os poderes das mulheres e os poderes dos homens. Lisboa: Círculo dos Leitores.


Viegas, Susana de Matos, and Catarina Antunes Gomes. 2007. A identidade na velhice. Porto: Ambar.


Vieira, Cristina Maria Coimbra. 2000. Atitudes de pais e filhos a respeito do papel da mulher na sociedade contemporânea: um estudo comparativo entre os sexos e entre duas gerações In Actas do IV Congresso Português de Sociologia. Sociedade Portuguesa: Passados Recentes, Futuros Próximos. Universidade de Coimbra: APS.


Vieira, Joana Marina, Marisa Ávila, and Paula Mena Matos. 2012. Attachment and Parenting: The Mediating Role of Work-Family Balance in Portuguese Parents of Preschool Children. Family Relations 61 (1):31-50.


Vieira, Rita Isabel Fazenda. 2003. A traição dos laços - a violência contra as crianças e a sua relação com a violência na conjugalidade, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Viera, Rita Isabel Fazenda. 2008. Trajectórias e Estilos de Vida Familiar de Ex-Residentes de uma Comunidade Terapêutica. A influência do tratamento em comunidade terapêutica e a relação com o passado de toxicodependência na vida familiar actual, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Vilaça, Helena. 1988. Groupes domestiques et processus de changement dans la communauté rurale: étude d'un cas. In La Sociologie et les Noveaux Défis de la Modernisation, edited by C. Gonçalves, A. T. Fernandes and C. L. D'Epinay. Porto: AISLF/Secção de Sociologia da Faculdade de Letras do Porto.


Villanova, Roselyne de. 2006. 'Double residence': a space for intergenerational relations. Portuguese immigrants in France in the twentieth and twenty-first centuries. Portuguese Studies Review 14 (2):241-261.


Villanova, Roselyne de, Maria Carolina Leite, and Isabel Raposo. 1994. Casas de sonho. Emigrantes Construtores no Norte de Portugal. Lisboa: Salamandra.

 


 

Wall, Karin. 1982. A Outra Face da Emigração: estudo da situação das mulheres que ficam no país de origemCadernos Condição Feminina 14. Lisboa: Comissão da condição feminina.


———. 1984. Mulheres que partem e mulheres que ficam: uma primeira análise da função social e económica das mulheres no processo migratório. Ler História 3:53-63.


———. 1984. O trabalho da mulher na emigração. Educação e Trabalho 32:43-48.


———. 1986. Agricultura e família em Portugal: elementos para uma leitura crítica. In Aspectos de Portugal Rural, edited by João Ferreira de Almeida and Manuel Villaverde Cabral. Braga: Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais.


———. 1986. Agriculture et famille au Portugal: éléments pour une lecture critique. In Aspects du Portugal Rural. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais.


———. 1986. A divisão sexual do trabalho na agricultura: elementos para o seu estudo. Análise Social XXII (92-93):661-668.


———. 1988. Modernisation et Dynamique Familiale: le cas de la famille paysanne portugaise. In La Sociologie et les nouveaux défis de la modernization, edited by C. Gonçalves, A. T. Fernandes and C. L. d'Epinay. Porto: Association Internationale des Sociologues de Langue Française.


———. 1988. Residência e Sucessão na Família Camponesa do Baixo Minho. Sociologia 5.


———. 1992. Pour une sociologie des formes familiales dans la société rurale. In Actes du Colloque Families et Contextes Sociaux, edited by Ana Nunes de Almeida, M. d. D. Guerreiro, A. Torres and K. Wall. Lisboa: CIES/ISCTE.


———. 1993. Classe social, família e emigração: uma análise diferencial das trajectórias dos imigrantes de origem rural. In Emigração e Imigração em Portugal, edited by Maria Beatriz Nizza da Silva, M. I. Baganha, M. J. Maranhao and M. H. Pereira. Lisboa: Fragmentos.


———. 1993. Elementos sobre a sociologia da família em Portugal. Análise Social XXVIII (123-124):999-1009.


———. 1994. La fabrication da la vie familiale. Changement social et dynamique familiale chez les paysans du Bas-Minho, Tese de Doutoramento. Université de Genève, Genève.


———. 1994. Peasant stem families in north western Portugal: life transitions and changing family dynamics. Journal of Family History 19 (3):237-259.


———. 1995. Apontamentos sobre a família na política social portuguesa. Análise Social XXX (131-132):431-458.


———. 1995. Family Obligations in Portugal. In Defining Family Obligations in Europe, edited by J. Miller and A. Warman. Reino Unido: Bath Social Policy Papers. University of Bath.


———. 1995. National Report on Portugal 1994. Lisboa: European Observatory on National Family Policies/ ICS.


———. 1996. Famílias camponesas e mudança social no Baixo Minho. In O Voo do Arado, edited by J. Pais de Brito, F. O. Baptista and B. Pereira. Lisboa: Museu Nacional de Etnologia.


———. 1996. Portugal: issues concerning the family in 1995. In Developments in National Family Policies in 1995. European Observatory on Family Policies, edited by J. Ditch, H. Barnes and J. Bradshaw. York: University of York.


———. 1997. Portugal: issues concerning the family in 1996. In Developments in National Family Policies in 1996. European Observatory on Family Policies, edited by J. Ditch, H. Barnes and Jonathan Bradshaw. York: University of York.


———. 1998. Famílias no Campo. Passado e Presente em duas Freguesias do Baixo Minho. Lisboa: D. Quixote, Colecção Portugal de Perto.


———. 1998. Políticas familiares na União Europeia. In Trabalho, Família e Gerações. Conciliação e Solidariedades, edited by Maria das Dores Guerreiro. Lisboa: CIES-ISCTE.


———. 2001. Family Life and Family Policies in Portugal: Developments in the Late Nineties. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the Family/ ICS.


———. 2001. The Situation of Families in Portugal. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the Family/ICS, http://europa.eu.int/comm/employmentsocial/.

 

———. 2002. Dinâmicas familiares e políticas de família na União Europeia: que evolução? In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


———. 2002. Families and Family Policy in Portugal in 2001-2002. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the Family/ICS. http://europa.eu.int/comm/employment-social/eoss.


———. 2002. Migration in Portugal, Focused Monitoring Report. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the Family/ICS. http://europa.eu.int/comm/employment-social/eoss.


———. 2002. Modos de guarda das crianças em Portugal. In Actas do IV Congresso Português de Sociologia "Passados Recentes, Futuros Próximos". Lisboa: APS.


———. 2003. Estruturas domésticas em Portugal. Sociologia Problemas e Práticas. Dossiê Famílias no Censo 2001: Caracterização e Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal 43:9-11.


———. 2003. Famílias monoparentais em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas. Dossiê Famílias no Censo 2001: Caracterização e Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal 43:51-66.


———. 2003. Introduction. In Family Forms and the Young Generation in Europe, edited by L. Chisholm, A. Lillo, C. Leccardi and R. Richter. Vienna: European Observatory on the Social Situation, Demography and Family.


———. 2004. Developments in Family Policy in Portugal in 2003. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the Family/ICS.


———. 2004. Family Change and Family Policies in Portugal: Recent Developments. Lisboa: European Observatory on the Social Situation, Demography and the family/ICS. http://europa.eu.int/comm/employment_social/eoss.


———. 2004. Políticas Familiares. In Contextos de Sociologia. Lisboa: APS.


———. 2004. Portugal - policies, challenges, opportunities. In Families in EU 15 - Policies, Challenges, Opportunities, edited by B. Cizek and R. Richter. Vienna: European Observatory e Austrian Institute for Family Studies.


———. 2005. Introdução. In Famílias em Portugal. Percursos, interacções, redes sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. Modos de guarda das crianças. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. Os grupos domésticos de co-residência. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2005. Portugal. In Leave Policies and Research - Reviews and Country Notes, edited by Fred Deven and Peter Moss. Bruxelas: CBGS - Centrum voor Bevolkings en Gezinsstudie.


———. 2006. Enquête nationale sur les familles avec enfants, Instituto de Ciências Sociais, 1999. In Enquêtes sur L'Entraide Familiale en Europe, edited by C. Bonvalet and J. Ogg. Paris: INED, Collection Savoirs et Methodes.


———. 2006. Female Migration in Portugal. Final Report. Lisboa: ICS.


———. 2006. Portugal. In International Review of Leave Policies and Related Research 2006, edited by Peter Moss and Margaret O'Brien. Londres: Department of Trade and Industry.


———. 2007. Atitudes face à divisão familiar do trabalho em Portugal e na Europa. In Família e Género em Portugal e na Europa, edited by Karin Wall and LígiaAmâncio. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


———. 2007. Changement familial et styles d'interactions. Le cas du Portugal et une note sur la pluralisation du type associatif. In Interactions familiales et constructions de l'intimité, edited by C. Burton-Jeangros, E. Widmer and C. Lalive d'Epinay. Paris: L’Harmattan, Collection Questions Sociologiques.


———. 2007. Leave policy models and the articulation of work and family in Europe: a comparative perspective. In International Review of Leave Policies and Related Research 2007, edited by Peter Moss and Karin Wall. Londres: Department for Business, Enterprise and Regulatory Reform.


———. 2007. Main patterns in attitudes to the articulation between work and family life: a cross-national analysis. In Women, Men, Work and Family in Europe, edited by R. Crompton and S. Lewis. Houndmills: Palgrave.


———. 2008. I modelli di politiche relative ai congedi e l’articolazione lavoro/famiglia in Europa: una prospettiva comparativa. Sociologia e Politiche Sociali 11 (1):59-86.


———. 2008. Managing work and care for young children in Cape Verdean families in Portugal. In Transnational Archipelago, Perspectives on Cape Verdean Migration and Diaspora, edited by L. Batalha and Jorgen Carling. Amsterdam: Amsterdam University Press.


———. 2009. Portugal and Spain: two pathways in southern Europe. In The Politics of Parental Leave Policy: Children, Parenting, Gender and the Labour Market, edited by Peter Moss and Sheila Kamerman. Bristol: The Policy Press.


———. 2010. A conciliação entre a vida profissional e a vida familiar em casais com filhos: perspectivas masculinas. In A Vida Familiar no Masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by Karin Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


———. 2010. Os homens e a política de família. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by Karin Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


———. 2011. A intervenção do Estado: políticas públicas de família. In Ana Nunes de Almeida (Eds.), História da vida privada em Portugal: os nossos dias. Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates, 340-374.


Wall, Karin, et al. 1995. Developments in National Family Policies in 1994. Edited by John Ditch, J. Bradshaw and Tony Eardley. York: European Observatory on National Family Policies.


Wall, Karin, and Sofia Aboim. 2003. Perfis Regionais de Mudança Familiar. Síntese final. Sociologia Problemas e Práticas. Dossiê Famílias no Censo 2001: Caracterização e Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal 43:97-100.


Wall, Karin, Sofia Aboim, and Vanessa Cunha. 2010. Conclusões: Negociando velhas e novas masculinidades. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by K. Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Wall, Karin, Sofia Aboim, Vanessa Cunha, and Pedro Vasconcelos. 2001. Families and Informal Support Networks in Portugal: The Reproduction of Inequality. Journal of European Social Policy 11 (3):213-233.


Wall, Karin, Sofia Aboim, and Vanessa (Coord.) Cunha. 2010. A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades. Lisboa: Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego. Colecção Estudos.


Wall, Karin, e Anna  Escobedo. 2012. Parental leave policies, gender equity and family well-being in Europe: a comparative perspective. Social Indicators Research. Family Well-being. European Perspectives 49.


Wall, Karin, Sofia Aboim, and Sofia Marinho. 2007. Fatherhood, Family and Work in Men’s Lives: negotiating new and old masculinities. Recherches Sociologiques et Anthropologiques. Articuler vie familiale et vie professionnelle une entrée par les pères XXXVIII (2):105-122.


———. 2008. Family configurations from the male perspective: exploring diversity over the life course. In Beyond the Nuclear Family: Families in a Configurational Perspective, edited by E. Widmer and Riitta Jallinoja. Bern: Peter Lang, Series Population, Family and Society.


———. 2010. Perfis de paternidade no Portugal contemporâneo. In A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, edited by Karin Wall, S. Aboim and C. Vanessa Cunha. Lisboa: CITE.


Wall, Karin, and Ana Nunes de Almeida. 2001. Família e quotidiano: movimentos e sinais de mudança. In O País em Revolução, edited by J. M. Brandão de Brito. Lisboa: Círculo de Leitores.


Wall, Karin, Ana Nunes de; Almeida, Anália Torres, Maria das Dores Guerreiro, and Cristina Lobo. 2000. Family relations: change and diversity. In Crossroads to Modernity. Contemporary Portuguese Society, edited by José Manuel Leite Viegas and António Firmino da Costa. Oeiras: Celta Editora.


Wall, Karin, Cunha, Vanessa and Atalaia, Susana. 2013. Família. In José  Luís Cardoso, Pedro Magalhães and José Machado Pais (Eds.), Portugal social de A a Z: temas em aberto. Lisboa: Expresso / ICS, 70-78.

 

Wall, Karin, Sanda Samitca, Sónia Correia. 2013. Negotiating work and care in a changing welfare regime: the case of Portugal. In Le Bihan, B., Martin, C. & Knijn, T. (Eds.), Work and care under pressure: care arrangements across Europe. Amsterdam: Amsterdam University Press, 125-149. 


Wall, Karin, Vanessa Cunha and Vasco Ramos. 2014. Evolução das estruturas domésticas em Portugal, 1960-2011. In Delgado, Anabela and Karin Wall (Eds.), Famílias nos censos 2011: Diversidade e Mudança. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística / Imprensa de Ciências Sociais, 43-60.


Wall, Karin, L. Amâncio, R. Peres, and M. Vale de Almeida. 1996. O género nas ciências sociais: interdisciplinaridade, inovação, crítica. In Dinâmicas multiculturais: novas faces, novos olhares. Actas do III Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. Lisboa: ICS.


Wall, Karin, and Lígia  Amâncio (Org.). 2007. Família e Género, Atitudes Sociais dos Portugueses. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Wall, Karin, and Patrícia Azevedo. 2007. Out of School Care in Europe, the Portuguese Case. Final Report. Lisboa: ICS. EuroFound:http://www.eurofound.europa.eu/.


Wall, Karin, Sónia Correia, and José São José. 2001. WP3 Care arrangements in multi-career families. National report: Portugal. Lisboa: ICS/SOCCARE Project Report 3.4: http://www.uta.fi/laitokset/sospol/soccare/reports.htm.


———. 2003. Families, Work and Social Care in Europe A qualitative study of care arrangements in Finland, France, Italy, Portugal and the UK. Final Report, edited by T. Kröger: ICS/SOCCARE Project Report 6:http://www.uta.fi/laitokset/sospol/soccare/reports.htm.


———. 2003. Work and Care in Double Front Carer Families. A qualitative comparison of care arrangements in Finland, France, Italy, Portugal and the UK, edited by Rossana Trifiletti, S. Simoni and Alessandro Pratesi: ICS/European Commission Framework Programme V, Key Action for Socio-Economic Research.


Wall, Karin, et al.. 2002. Lone Parent Families, Work and Social Care. A qualitative comparison of care arrangements in Finland, Italy, Portugal, the UK and France. In New kinds of families, new kinds of social care, edited by Claude Martin and Antoine Vion: SOCCARE PROJECT, work package 2: http://www.uta.fi/laitokset/sospol/soccare/reports.htm.


Wall, Karin, R. Crompton, and C. Lyonnette. 2007. Family, gender and work-life articulation: Britain and Portugal compared. Community, Work and Family 3:283-308.


Wall, Karin, and Vanessa Cunha. 1997. Special report: children in Portugal. In Developments in National Family Policies in 1996, edited by J. Ditch, H. Barnes and J. Bradshaw. York: University of York/European Commission.


Wall, Karin, and Anna Escobedo. 2012. Parental Leave Policies, Gender Equity and Family Well-Being in Europe: A comparative perspective. In Family Well-Being. European Perspectives, edited by A. M. Mínguez. New York/London: Social Indicator Research Series, Vol 48, Springer

 

Wall, Karin, and Maria das Dores Guerreiro. 2005. A divisão familiar do trabalho. In Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Redes Sociais, edited by Karin Wall. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Wall, Karin, and Mafalda Leitão. 2007. Desenvolvimentos da Política de Família em Portugal. Lisboa: ICS.


———. 2008. Políticas de Família em Portugal. Resposta ao Questionário do Conselho da Europa Lisboa: CS-SPFC-Committee of Experts on Social Policy for Families and Children/ICS.


———. 2008. Portugal. In International Review of Leave Policies and Related Research 2007, edited by Peter Moss and Marta Korintus. Londres: Department for Business, Enterprise and Regulatory Reform.


———. 2010. Country notes on leave policies and research. Portugal. Employment Relations Research Series. International Review of Leave Policies and Related Research 2010 115.


Wall, Karin, Mafalda Leitão, and Vasco Ramos. 2011. Critical Review of Research on Families and Family Policies in Europe. In Wellbeing of Families in Future Europe. Challenges for Research and Policy. Family Platform - Families in Europe Volume 1, edited by U. Uhlendorff, M. Rupp and M. Euteneuer. s/l: Family Platform.


Wall, Karin, and Cristina Lobo. 1995. A família na sociedade portuguesa. Sociologia, Problemas e Práticas 18:175-194.


———. 1999. Famílias monoparentais em Portugal. Análise Social 150:123-145.


Wall, Karin, and Cátia Nunes. 2010. Immigration, Welfare and Care in Portugal: Mapping the New Plurality of Female Migration Trajectories. Social Policy and Society 9 (3):397-408.

 

Wall, Karin, Sofia Aboim and Sofia Marinho. 2011. Paternità, Famiglia e Lavoro nella vita degli uomini: negozione vecchie e nuove mascolinità, Sociologia e Politiche Social 14-3: 101-120.


Wall, Karin, Sofia Aboim and Vasco Ramos and Cátia Nunes . 2013. Geographical Mobility and Family Life: Comparing Generations from a Life Course Perspective, Comparative Population Studies- Zeitschrift FüR BevöLkerungswissenschaft 38 (2): 341-370.


Wall, Karin, and Rita Gouveia. 2014. Changing Meanings of Family in Personnal Relationships. Current Sociology 62 (3): 352-373.


Wall, Karin, Cátia Nunes, and Ana Raquel Matias. 2005. Female Migration Vision. In ICS Working papers. Lisboa: ICS.


———. 2008. Mulheres imigrantes e novas trajectórias de migração: um croché transnacional de serviços e cuidados no feminino. In Itinerários. A Investigação nos 25 Anos do ICS, edited by Manuel Villaverde Cabral, K. Wall, S. Aboim and F. C. da Silva. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Wall, Karin, Sanda Samitca, and Mafalda Leitão. 2008. Elderly Care in Portugal: Working and Caring for an Elderly Person. Lisboa: Woups Project - Workers under Pressure and Social Care/ICS.


———. 2008. Work-family policies for families with childcare and elderly person. The situation in Portugal. Lisboa: WOUPS Report on National Policy-Portugal/ICS.


Wall, Karin, and José São José. 2003. Immigrant Families, Work and Social Care - A qualitative comparison of care arrangements in Finland, Italy, the UK, France and Portugal. Lisboa: ICS.


———. 2004. Managing work and care: a difficult challenge for immigrant families. Social Policy & Administration 38 (6):591-621.


———. 2005. Managing work and care: a difficult challenge for immigrant families. In Overstretched - European Families up against the demands of work and care, edited by T. Kroger and J. Sipila. Oxford: Blackwell, Oxford & Malden, MA.


Wall, Karin, José São José, and Sónia Correia. 2001. Child Care and Elder Arrangements in Multi-career Families - Portugal. Lisboa: ICS. http://www.uta.fi/laitokset/sospol/soccare/reports.htm.


———. 2001. Child Care Arrangements in Lone Parent Families-Portugal: Lisboa, ICS, http://www.uta.fi/laitokset/sospol/soccare/reports.htm.


———. 2002. Mães sós e cuidados às crianças. Análise Social XXXVII (163):631-663.


———. 2006. Trabalhar e cuidar de um idoso dependente. Cadernos Sociedade e Trabalho VII:119-154.


Wall, Karin (coord.). 1991. Famílias e Meios Sociais em Portugal. Relatório Final. Lisboa: CIES/ISCTE.


———. 2006. Poverty and Lone parents in Portugal. Lisboa: ICS.


Wall, Karin (coord.), Lia Pappámikail, Mafalda Leitão, and Sofia Marinho. 2009. Council of Europe Family Police Questionnaire - Comparative Analysis Report. In Family Policy in Council of Europe member states. Two expert reports commissioned by the Committee of Experts on Social Policy for Families and Children. Strasbourg: Council of Europe.

 


Wall, Karin, Ana Nunes de Almeida, Maria Manuel Vieira, Vanessa Cunha, Leonor Rodrigues, Filipa Coelho, Mafalda Leitão and Susana Atalaia . 2013. As Crianças e a Crise em Portugal: Vozes de Crianças, Políticas Públicas e Indicadores Sociais 2013. Lisboa: ICS UL / UNICEF.

 

 

Willems, Emilio. 1955. A família portuguesa contemporânea. Sociologia 1:1-59.

 


 

Xavier, Rita. 2008. "Famílias com filhos portadores de deficiência. Quotidiano e representações." Tese de Mestrado em Família e Sociedade. ISCTE, Lisboa.

———