Bibliografia - G

Gameiro, Octávio José Carreira. 1998. Do acto à identidade: orientação sexual e estruturação social, Tese de Mestrado. ICS, Lisboa.


Garcia, José Luís de Oliveira. 1995. As Mulheres Telefonam às Cegonhas. Família, Procriação e Bioética no Espaço Público, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Gaspar, Sofia, Madalena Ramos and Ana Cristina Ferreira. 2013. Análise comparativa dos divórcios em casais nacionais e binacionais em Portugal, 2001-2010, Sociologia XXVI: 81-111.


Gerardo, Filomena. 2002. A construção identitária das mães adolescentes. In Actas do Colóquio Internacional Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: APS.


Gerardo, Filomena 2004. A maternidade das mães adolescentes, processo de reconstrução identitária. In Actas do V Congresso Português de Sociologia. Sociedades Contemporâneas - Reflexividade e Acção. Braga, Universidade do Minho: APS.


Gião, Joana Maria Cachopas Fialho 2004. Alteração dos papéis sociais de género na família, Tese de Mestrado. ISCSP, Lisboa.


Goldey, Alice. 1987. Emigração e estrutura familiar. Estudo de um caso no Minho. Estudos Contemporâneos 2/3:118-128.


Gonçalves, Andreia. 2005. Conciliação Trabalho - Família e Prestação de Cuidados a Idosos, Tese de Mestrado. ISCTE, Lisboa.


Gonçalves, Cristina. 2004. Pobreza e Exclusão Social nas Famílias com Idosos em Portugal. Revista Estudos Demográficos 35:143-169.


Gonçalves, Carlos Manuel (Coord.), Carlota Quintão, Cristina Parente, Isabel Dias, Luísa Veloso, Mónica Santos, and Sofia Cruz. 2009. Licenciados, Precariedade e Família. Vila da Feira Estratégias Criativas.


Gonçalves, R. Lalanda. 1990. As mudanças sociais da mudança na família: espaço insular e mudança sociocultural. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


Guerreiro, M. Dores. 2000. Trabalho, Família e Gerações: conciliação e solidariedades. Lisboa: CIES/ISCTE.


Guerreiro, Maria Dores, Sevil Sümer, Janet Smithson, and Lise Granlund. 2008. Becoming working mothers: Reconciling work and family at three particular workplaces in Norway, the UK, and Portugal. Community, Work & Family 11 (4):365-384.


Guerreiro, Maria das Dores. 1986. Mulheres do fado, fado de mulheres. Alfama: o tecido social, as práticas culturais e as suas protagonistas, Provas de Aptidão e Capacidade Cientifica. ISCTE, Lisboa.


———. 1989. A família e a empresa. Sociologia, Problemas e Práticas 6:23-35.


———. 1990. Mulheres e relações familiares em Alfama. In A Sociologia e a Sociedade Portuguesa na Viragem do Século. Actas do I Congresso Português de Sociologia. Vol. I. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia/Editorial Fragmentos.


———. 1992. Entreprise et mariage: les cas de petits entrepreneurs portugais. In Familes et Contextes Sociaux: les espaces et les temps de la diversité. Actes du Colloque de Lisbonne. Lisboa: CIES/AISLF.


———. 1992. Famílias de empresários e trajectórias sociais. Sociologia, Problemas e Práticas 11:63-77.


———. 1994. Famílias na actividade empresarial: empresas familiares em Portugal, Tese de Doutoramento. ISCTE, Lisboa.


———. 1995. Famille et travail au Portugal. La coexistance de différentes dynamiques sociales. In Work and Family in Europe: The Role of Policies, edited by Tineke Willemsen, G. Frinking and R. Vogels. Tilburg: University Press.


———. 1996. The Conciliation of Family Business and Family Life: What Happens in the Families of Small Portuguese Entrepreneurs? In Reconciling Work and Family Life. An International Perspective on the Role of Companies, edited by Helle Holt and Ivan Thaulow. Copenhagem: The Danish Institute of Social Research.


———. 1996. Famílias na Actividade Empresarial. PME em Portugal. Oeiras: Celta Editora.


———. 1996. Pequenas e médias empresas familiares. Tipos de relações das famílias com as empresas. In Práticas e processos da Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Lisboa: Celta.


———. 1997. Gestão das Relações Familiares na Direcção Empresarial das PME. Revista Economia e Prospectiva 3 (Setembro).


———. 1998. Dual Earner Families in Portugal. New Ways 4. Comissão Europeia.


———. 1998. Os homens na família e no trabalho em Portugal. New Ways 2. Comissão Europeia.


———. 1998. Trabalho, Família e Gerações - Conciliação e Solidariedades. Lisboa: CIES-ISCTE.


———. 2000. Pequenas e médias empresas familiares: tipos de relações das famílias com as empresas. In Práticas e Processos de Mudança Social. Actas do III Congresso Português de Sociologia. Oeiras: Celta Editora (edição em CD-Rom).


———. 2003. Pessoas sós. Múltiplas realidades. Sociologia, Problemas e Práticas 43:31-49.


———. 2006. Responsabilidade Social nas Empresas, Igualdade e Conciliação Trabalho-família. Experiências do Prémio Igualdade é Qualidade. Lisboa: Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego.


———. 2009. Tiempos, trabajos e identidades. Análisis comparativo entre mujeres españolas y portuguesas. Asparkia 20:123-145.


———. 2009. Trabalho e família: na senda de novos equilíbrios. Dirigir 107:3-6.

 

———. 2011. Estruturas familiares e contextos sociais-Family structures and social contexts.  In Luís Rebelo (Ed.), A Família em Medicina Geral e Familiar. Lisboa: Verlag Dashöfer, 11-30.


 

———. 2011. Family, Work and Gender in Portugal. Policy and Practice.   In Ingrid Hojer and Staffan Hojer (eds.), Family, Everyday Life and Modernity, Gothenburg: Goteborgs University, 67-82.

 


———. 2014. Family Policies in Portugal.  In Mihaela Robila (ed.), Handbook of Family Policies Across the Globe. New York: Springer New York, 195-210.


Guerreiro, Maria das Dores, and Pedro Abrantes. 2004. Transições Incertas. Os Jovens Perante o Trabalho e a Família. Lisboa: CITE.


Guerreiro, Maria das Dores, Pedro Abrantes, and Inês Pereira. 2009. Changing contexts, enduring roles? Working parents in Portuguese public and private sector organizations. In Work, Families and Organisations in Transition, edited by Suzan Lewis, J. Brannen and Ann Nilsen. Bristol: Polity Press.


Guerreiro, Maria das Dores, Julia Brannen, Clarissa Kugelberg, and Janet Smithson. 2002. Imagining parenthood and employment: connected or disconnected worlds? In Young Europeans, Work and Family - Futures in transition, edited by J. Brannen, S. Lewis, A. Nielsen and J. Smithson. London: Routledge.


Guerreiro, Maria das Dores, Ana Caetano, and Eduardo Rodrigues. 2006. Gendered Family Lives: Diversity, Permanence and Change of Parental Models, TYR - The Youngsters’ Reply: Comparison of Different Parental Models.National Report. Portugal: CIES-ISCTE.


———. 2008. A família (d)escrita pelos jovens: permanência e mudança de modelos de paternidade. Configurações - Revista de Sociologia 4:115-126.


Guerreiro, Maria das Dores, and Helena Carvalho. 2007. O stress na relação trabalho-família: uma análise comparativa. In Família e Género na Europa, edited by Karin Wall and Lígia Amâncio. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.


Guerreiro, Maria das Dores, Suzan Lewis, and Julia Brannen. 2005. Studies in work-family research. In The Work-Family Handbook: Multi-Disciplinary Perspectives and Approaches, edited by M.Pitt-Catsouphes, E. Kossek and S. Sweet. Mahwah: Michigan State University.


Guerreiro, Maria das Dores, and Vanda Lourenço. 1999. Boas Práticas de Conciliação entre Vida Profissional e Vida Familiar - Manual para as Empresas. Lisboa: CITE.


Guerreiro, Maria das Dores, Vanda Lourenço, and Inês Pereira. 2007. Good Pratices for Reconciling Patterns and Work-Family Life. A Guide for Companies. Lisboa: CITE/MTSS.


Guerreiro, Maria das Dores, Pat O'Connor, and Janet Smithson. 2002. Young people's awareness of gendered realities. In Young Europeans, Work and Family - Futures in transition, edited by J. Brannen, S. Lewis, A. Nielsen and J. Smithson. London: Routledge.


Guerreiro, Maria das Dores, and Inês Pereira. 2007. Corporate Social Responsability, Gender Equality and the Reconciliation of Work and Family Life. Lisboa: CITE/MTSS.


———. 2007. Women´s Occupational Patterns and Work-Family Arrangements: do National and Organisational Policies Matter. In Women, Men, Work and Family in Europe, edited by Rosemary Crompton, S. Lewis and Clare Lyonette. London: Palgrave.


Guerreiro, Maria das Dores, Inês Pereira, Janet Smithson, and Suzan Lewis. 2005. Report on National Debates on the reconciliation of family and employment. Manchester: Research Institute for Health and Social Change. 


Guerreiro, Maria das Dores, and Eduardo Alexandre Rodrigues. 2009. Work and family: what quality of life? An exploratory analysis of the services sector. In Welfare and Everyday Life, (Portugal in the European Context, vol. III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Guerreiro, Maria das Dores, Anália Torres, and Cristina Lobo. 2009. Changing families: configurations, values and recomposition processes. In Welfare and Everyday Life, (Portugal in the European Context), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


———. 2009. Changing Families: configurations, values and recomposition processes. In Welfare and Everyday Life (Portugal in the European Context, vol III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. Torres and L. Capucha. Lisboa: Celta.


 Guerreiro, Maria das Dores, Anália Cardoso Torres, and Cristina Lobo. 2007. Famílias em Mudança: configurações, valores e processos de recomposição. In Quotidiano e Qualidade de Vida, (Portugal no Contexto Europeu, vol. III), edited by Maria das Dores Guerreiro, A. C. Torres and Luís Capucha. Lisboa: Celta Editora.


Guerreiro, Maria das Dores and Ana Caetano. 2014. Pessoas sós em Portugal. In Famílias nos Censos 2011. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística / Imprensa de Ciências Sociais, 125-154.